Blog do Jeso

Nepotismo a mil: vice-prefeito dá DAS à sobrinha na Semed; salário dela subiu 93%

Gedalbe Silva é sobrinha de José Maria Tapajós. Ganha salário de R$ 9,2 mil desde que o tio assumiu o cargo

Nepotismo a mil: vice-prefeito dá DAS à sobrinha na Semed; salário dela sobe 93%José Maria Tapajós, vice-prefeito, na sua posse no cargo

 
Uma das sobrinhas do vice-prefeito de Santarém, José Maria Tapajós (PR), ganha salário equivalente ao de secretário municipal, em torno de 10 mil reais.

Gedalbe Pereira da Silva, que até dezembro do ano passado, último mês da gestão do ex-prefeito Alexandre Von (PSDB), recebia pouco mais de 4,7 mil reais, teve seu salário reajustado em 93% quando o tio assumiu o cargo de vice-prefeito em janeiro deste ano.

Leia também
Prefeitura de Óbidos contrata advogado sem licitação com salário de juiz

Pedagoga concursada, Gedalbe ganhou cargo de DAS (Coordenadora da Assessoria de Rios, da Secretaria de Educação) no início do ano com a chegada de José Maria Tapajós ao poder.

O salário passou dela saltou, então, para R$ 9,2 mil. Veja no Ler Mais, abaixo, a cópia do contracheque de Gedalbe.

O salário bruto do secretário municipal em Santarém é de R$ 9,9 mil. As informações constam no Portal Transparência, da Prefeitura de Santarém.

Sobrinho é parente por afinidade de 3º grau, em linha colateral. A prática é considerada nepotismo pela súmula vinculante n° 13, do STF.

Nepotismo a mil: vice-prefeito dá DAS à sobrinha na Semed; salário dela subiu 93%, Gedalbe - JMTDados salariais da sobrinha do vice-prefeito no Portal da Transparência

 
OUTRO LADO

Alcançado pelo Blog do Jeso, o vice-prefeito José Maria Tapajós, através de sua assessoria de comunicação, disse fez “consulta jurídica” ao advogado Olivar de Azevedo sobre a nomeação de sua sobrinha e que o “jurista” o teria informado que tal caso não seria nepotismo.

– Ela é sobrinha da minha esposa e funcionária efetiva do município – reforçou.

Leia sobre mais esses casos em:
Blog revela novos nomes da família Maia que ganharam emprego na prefeitura
Na França, esposa implode candidatura; em Santarém, elas explodem na folha
Nomeação de esposa de vereador para o HMS desmoraliza secretário de Saúde
11 membros da família Maia que ganharam emprego de Nélio na prefeitura
Secretário de Nélio emprega mulher e filha; prefeitura paga R$ 20 mil à família

 

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

18 respostas a Nepotismo a mil: vice-prefeito dá DAS à sobrinha na Semed; salário dela subiu 93%

  • FRANCISCO DAS CHAGAS SILVA disse:

    GENTE,

    NEM NOS TEMPOS DE COQUINHO E BIBTU´S SE VIA TAMANHA PUTARIA.
    PERDERAM A VERGONHA, O PUDOR, A DECÊNCIA. ESTÃO SAQUEANDO DA FORMA MAIS INDECENTE, IMORAL E INESCRUPULOSA OS COFRES DA VIÚVA. IMAGINEM COMO VIA FICAR ISSO NO FINAL DA ” MUDANÇA “….

  • Marcílio Castro disse:

    A mudança chegou e se instalou na Prefeitura. Quando chegar 2020 essa vaca leiteira vai estar c as tetas murchas de tanto sugarem. Parabéns aos trouxas que votaram no Nélio e acreditaram no discurso da mudança e num monte de promessas vazias.

  • Hilario dos Santos disse:

    em entrevista ao nobre Edy Portela, o prefeito disse que não existe nepotismo no governo dele.
    Será que mendiu? Será que ele é mesmo o “salvador da pátria”?
    Vamos conferir,ou ficar quietos?
    Se tem desvios, tem que denunciar mesmo. Chega de Sacanagem.
    abraços

    • TamoFerrado disse:

      PQP novamente… pa saude… falta… vai na frente das câmeras falar que o governo VON deixou rombo… mas NEPOTISMO NÃO FALTA. ei prefeito VTNC.

  • Manuel disse:

    Consultaram o “competente ou omisso” José Olivar, porque a consulta se é que houve não foi feita a Promotora Raimunda Tavares do MP??? E o que os promotores do MP estadual e federal estão pensando sobre esses absurdos, será que o IMORAL AGORA É LEGAL????

  • JOSÉ OLIVAR DE AZEVEDO disse:

    Jeso: Apenas para esclarecer, informar-lhe que fui consultado extraoficialmente se havia nepotismo para a sobrinha da mulher do vice-prefeito assumir um cargo em comissão, sendo ela concursada no serviço público. A resposta foi: Se é concursada, não há nepotismo, visto que a Súmula 13 do STF, se refere à nomeações de parentes para quem não é concursado. Ademais, a Resolução nº 7, do Conselho Nacional de Justiça, excepcionou a nomeação para cargos em comissão e DAS de parentes de autoridades, desde que concursados (art. 2º § 1º da Res. citada e publicada em 04/09/2006), como, aliás, manda a Constituição Federal (art. 37, V). Portanto, mesmo sendo sobrinha da esposa do Vice, à luz da legalidade, que tu não observa na sua precipitada publicação, não há nepotismo. Logo, acusação ilícita. Sobre o valor do salário, não opinei e nem fui consultado. Ah, sobre o título jurista, que tu aspaste, nunca disse que o sou, embora tenha livro publicado por uma das maiores editoras de livros de Direito no Brasil (Forense), além de mais de uma dezena de artigos publicados em revistas especializadas em Direito, um deles foi capa da Consulex e aborda tema da Amazônia. É que tu, como jornalista, sem aspas, não os leu, talvez por isso desconheça. Posso não ser jurista, mas tenho orgulho de conhecer e bem, as nuances da minha profissão. Abraços!

    • Jeso Carneiro disse:

      Olivar, tua opinião sobre o caso, descartando prática de nepotismo, colide com interpretações de renomados advogados e ministros do STF, além de integrantes do MPF e MP do Pará. Portanto, o blog mantém o inteiro teor da reportagem.

      Quanto às aspas, escorado teu conhecimento zero em Jornalismo, explico.

      Trata-se da fala direta do vice-prefeito José Maria Tapajós. Portanto, tudo que foi aspado entenda que se trata de palavras saídas da boca do vice-prefeito, é o caso de “consulta jurídica”, que ignoraste no teu raivoso comentário.

  • Amarildo Santos. disse:

    Jurista até onde eu entendo são aqueles que ao menos possuem doutorado e são selecionados nos meios acadêmicos em determinada área de atuação do direito.Escrevem reiterados artigos em revistas especoalizadas e concedem pareceres que servem de fundamentação a decisões judiciais em tribunais superiores.
    Creio que aqui em Santarém, inexiste respectivos prefixados nos militantes do direito.
    Porém , em terra de cego, quem têm um olho, Ainda que míope é considerado rei.
    É vergonhoso!!!

Deixe uma resposta

Videos
Canal direto
Canal Diteto
Prestação de Contas
Twitter


Colunistas
Sites e blogs
Publicidade