9 pessoas que desmoralizam o decreto antinepotismo em Santarém, Nepotismo - Maria José, Erasmo, Ney, Emir e José Maria

O nepotismo resiste em Santarém, apesar do decreto baixado em março deste ano como medida saneadora da prática ilegal na administração pública municipal.

Tal prática conta com a colaboração inestimável da Justiça, que até hoje não julgou uma ação ajuizada pelo MP  (Ministério Público)  do Pará há 2 anos sobre a ilegalidade, ainda na gestão do ex-prefeito Alexandre Von.

O decreto antinepotismo assinado pelo prefeito Nélio Aguiar reduziu, é verdade, o número de casos. Mas algumas ervas daninhas resistiram às exonerações, por conta, principalmente, do peso político que elas possuem.

Relacionamos 9 casos – há muitos outros – que se enquadram nessa categoria. Confira.

1. Flora Aparecida Costa

Tipo de nepotismo: direto
Parentesco: É esposa do Chefe de Gabinete do Prefeito, Erasmo Maia.
Lotação: Secretaria de Educação. É concursada, mas ocupa cargo de DAS – coordenadora da Educação Infantil.
Salário: ‎R$ 9.126,00

2. Adson Lira Pinto

Tipo de nepotismo: cruzado
Parentesco: É irmão do vereador e líder do governo na Câmara, Henderson Pinto, do DEM.
Lotação: Secretaria de Educação. É chefe da divisão desde janeiro deste ano.
Salário: ‎R$ 4.200,00

3. Vianey Pinto de Lira

Tipo de nepotismo: cruzado
Parentesco: É tio do vereador e líder do governo na Câmara, Henderson Pinto, do DEM.
Lotação: Secretaria de Meio Ambiente. É chefe de divisão desde janeiro deste ano.
Salário: ‎R$ ‎R$ 4.200,00

4. Maurício Sousa Maia

Tipo de nepotismo: cruzado
Parentesco: É sobrinho da vereadora Maria José Maia, do DEM, da base de apoio do governo na Câmara.
Lotação: Secretaria de Saúde/Hospital Municipal de Santarém
Salário: ‎R$ R$ 2.316,72

5. Ruth Gomes Freire

Tipo de nepotismo: cruzado
Parentesco: É esposa do vereador Ney Santana, do PSDB.
Lotação: Secretaria de Gestão, Orçamento e Finanças. É assessora especial II
Salário: ‎R$ 4.000,00

6. Socorro Jarle Aguiar

Tipo de nepotismo: cruzado
Parentesco: É esposa do vereador Emir Aguiar, do Podemos, da base de apoio do governo na Câmara.
Lotação: Secretaria de Gestão, Orçamento e Finanças. É chefe de divisão desde janeiro deste ano.
Salário: ‎R$ 4.200,00

7. Gedalbe Pereira da Silva

Tipo de nepotismo: direto
Parentesco: É sobrinha do vice-prefeito José Maria Tapajós.
Lotação: Secretaria de Educação. Comanda da Assessoria de Rios
Salário: ‎R$ R$ 7.973,38

8. Maria Maia Matos

Tipo de nepotismo: direto e cruzado
Parentesco: É tia do chefe de Gabinete do Prefeito, Erasmo Maia, e irmã da vereadora governista Maria José Maia.
Lotação: Secretaria de Saúde. É assessora especial da Região do Planalto.
Salário: ‎R$ 4 mil

9. Regiane Pereira da Silva

Tipo de nepotismo: cruzado
Parentesco: Sobrinha do vereador governista Tadeu Pereira
Lotação: Secretaria de Saúde. Enfermeira lotada no ESF/Mararu, principal base política do parlamentar.
Salário: ‎R$ R$ 2.899,02

Fonte – Portal Transparência da Prefeitura de Santarém

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

14 Comentários em: 9 pessoas que desmoralizam o decreto antinepotismo em Santarém

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *