5 bastidores da votação na Câmara que reprovou as contas de 2002 de Lira Maia

Em votação histórica nesta quarta-feira (2), a Câmara de Vereadores de Santarém reprovou a prestação de contas de 2002 do ex-prefeito multiprocessado Lira Maia (DEM).

Casa com todos os seus 21 membros. Maia precisava de 14 votos para derrubar o parecer do TCM. Obteve 11 — 7 votaram em branco e 3 contra.

Com a derrota, o ex-gestor passou à condição de inelegível por, pelo menos, 8 anos.

Confira 5 informações dos bastidores da votação apuradas pelo blog.

Henderson Pinto (MDB) exalava por todos os poros confiança na vitória da aprovação das contas do tio. “Tava muito, muito confiante mesmo”, revelou ao blog um vereador que participou da histórica votação.

 

O parecer favorável à aprovação das contas do relator da matéria na Casa, Valdir Matias Jr. (PV) — diametralmente oposto ao parecer do TCM — foi, essencialmente, sentimental e familiar. É que a mãe dele, Maria José Marques, já falecida, foi titular da Semed nos 8 anos de governo (1997-2004) do ex-prefeito multiprocessado.

72 horas antes da votação das contas de 2002, a base governista na Câmara deu um baile no plenário. Aprovou por elásticos 15 votos a 5 a proposta do prefeito Nélio Aguiar (DEM) de empréstimo de R$ 123 milhões junto à Caixa Econômica.

O número elevado de votos em branco — 7 no total, ou 33% dos integrantes da Casa — fez parte da estratégia para dificultar a identificação dos governistas pró-Nélio, mas que não nutrem qualquer simpatia pelo grupo político familiar do multiprocessado. O modus operandi, segundo fonte do blog, foi devidamente planejado, tudo dentro do scrit.

 

A soberba de Lira Maia teve também forte peso, na avaliação de quem acompanhou de perto a pré-votação, na derrota do cipoalense. Em momento algum o multiprocessado fez corpo-a-corpo junto aos vereadores para convencê-los a derrubar o parecer do TCM.

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

5 Comentários em: 5 bastidores da votação na Câmara que reprovou as contas de 2002 de Lira Maia

  • O pseudo-ambientalista não poderia dar outro parecer, ok!?
    Porém o mais importante é que o perna continua inelegível, Santarém agradece!

  • Divulga como votou cada vereador, Jeso.

  • Santarém agradece!
    8 anos inelegível ficou barato.

  • O “Gordo do Aurá do Tapajós” mostrou que ainda tem muito peso político por essas bandas. Quase conseguiu. Agora eu gostaria de saber porque se demoraram 17 anos para aprovar essas contas. Demorou tanto tempo que até alguns secretários e secretárias desse período já faleceram.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *