Dilma Serrão, prefeita de Belterra

Testemunhas da defesa e acusação de duas das 4 AIJE’s (Ação de Investigação Judicial Eleitoral) contra a atual prefeita de Belterra, Dilma Serrão (PT), têm audiência marcada para o próximo mês de maio – dia 13.

As ações foram propostas de DEM, leia-se Doutor Macêdo, ex-vereador e candidato a prefeito derrotado na eleição municipal do ano passado.

Os acusados de captação ilícita de votos são, além da prefeita, nas duas ações são:

 José Flávio Germani,  atual vice-prefeito de Belterra. É filiado ao PSC.

Geraldo Pastana, ex-prefeito belterrense. Filiado do PT.

Willames da Costa, vereador belterrense eleito em 2012, pelo PT.

A juíza  responsável pelo caso é Luciana Maciel, da 104ª ZE (Zona Eleitoral).

Leia também:
TCM acata denúncia contra ex-vereador.

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

Um comentário em: Ação contra Dilma: Justiça ouvirá testemunhas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Tiberio Alloggio disse:

    O Dr. Macedo está numa sinuca de bico….

    Se correr o bicho pega, se parar o bicho come.

    Fez uma campanha milionária achando que com o dinheiro podia ganhar….. e morreu na praia.

    A derrota por duas dezenas de votos foi muito cruel.

    Agora está devendo ao mundo e aos fundos do “agro-negocio” que acreditou nele.

    Por isso vai tentar pelo tapetão o que não conseguiu pelo voto,

    Vai tentar…tentar….tentar…. mas não vai conseguir sentar nos cofres da Prefeitura de Belterra.

    Não vai poder “retribuir o apoio” do agronegócio.

    Vai ficar “devendo”.

    Tiberio Alloggio