AGU vai recorrer ao Supremo para garantir a posse da nova ministra do Trabalho

Cristiane Brasil, deputada federal filiada ao PTB

A Advocacia-Geral da União (AGU) vai recorrer ao Supremo Tribunal Federal da decisão do desembargador Guilherme Couto de Castro, do Tribunal Regional da 2ª Região, que manteve suspensa a posse da deputada Cristiane Brasil como ministra do Trabalho.

A cerimônia estava marcada para ontem (9), às 15h, mas foi cancelada após o magistrado rejeitar um recurso apresentado pela AGU ao TRF-2.

Guilherme Couto de Castro é vice-presidente da Corte e proferiu a decisão no início da tarde de ontem, após o presidente, o desembargador André Fontes, se declarar suspeito por motivos de foro íntimo.

O novo recurso foi confirmado pela assessoria de imprensa da AGU às 17h30, pouco depois de o presidente Michel Temer se reunir com a deputada, o presidente do PTB e pai de Cristiane, Roberto Jefferson, além do líder do partido na Câmara, Jovair Arantes (PTB-GO).

A incerteza sobre a realização da posse fez com que alguns convidados de outras cidades viessem para o Palácio do Planalto aguardar uma definição sobre a cerimônia.

A expectativa agora é de que a própria presidente da Suprema Corte, ministra Cármen Lúcia, analise o caso e avalie o pedido de suspensão da liminar do juiz Leonardo da Costa Couceiro, da 4ª Vara Federal de Niterói (RJ), que suspendeu a nomeação da deputada como ministra nessa segunda-feira (8).

ADVOGADOS INDEPENDENTES

A liminar foi concedida em resposta a uma ação popular do Movimento dos Advogados Trabalhistas Independentes. A entidade diz que a nomeação de Cristiane Brasil “ofende a moralidade administrativa”.

Segundo o movimento dos advogados, a deputada “praticou pessoalmente graves violações das leis trabalhistas, flagradas e comprovadas em, pelo menos, duas demandas judiciais”.

Depois que seu nome foi anunciado como ministra do Trabalho, surgiram informações de que Cristiane tem dívidas trabalhistas com ex-funcionários.

Com base nos argumentos, o juiz decidiu, preliminarmente, que conceder a liminar sem ouvir os réus se justificaria “diante da gravidade dos fatos sob análise”.

Ele destacou ter verificado “flagrante desrespeito à Constituição Federal no que se refere à moralidade administrativa”, quando se pretende nomear para o cargo de ministro do Trabalho “pessoa que já teria sido condenada em reclamações trabalhistas”.

Com informações da Agência Brasil

Leia também:
Prefeito abre processo contra professora quase agredida por aliado na Câmara

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

4 Comentários em: AGU vai recorrer ao Supremo para garantir a posse da nova ministra do Trabalho

  • APARTIR DE HOJE DIVULGAREMOS OS DEZ MAIS DE 2017.o chato do ano nelsom mota,o politico do ano reginaldo campos ,a mulher do ano sem dar sete mil reais a colunista e com honra ao merito raimunda tavares,,vereador do ano gael…al…,o fofoqueiro do ano fabio lima ,o ze besteira do ano carlos mechede,advogado do ano wilsom lisboa,,caloteiro do ano aquele bogueiro,corno do ano deu muito empate tecnico,o pior progama do ano rota merda,medico do ano…ja sabes o lobo mal……e o maconheiro do ano varios empate tecnico para nao termos atritos entre os concorrentes não sera divulgado

  • PARA MIM O VEREDOR DO ANO E O DADI!!!!!!”!

  • DIGO DADAI

  • Governozinho nefasto e sem nenhum pudor esse chefiado pelo discípulo do satanás.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *