Auditor preso pela Lava Jato chegou a ser cogitado para o comando da Receita Federal
O auditor fiscal Canal, da Receita Federal

O auditor fiscal Marco Aurélio Canal, preso por extorquir investigados da Operação Lava Jato, chegou a ser cotado para ocupar o cargo de secretário-geral da Receita Federal [do governo Bolsonaro].

A informação é da jornalista Mônica Bergamo, veiculada na edição desta sexta-feira (4) na Folha de S. Paulo.

 

O nome dele foi apresentado ao ministro Paulo Guedes, da Economia — que acabou escolhendo o economista Marcos Cintra para cargo.

Canal integrava a equipe da Lava Jato e gozava de bom conceito entre a categoria.

— LEIA também: Procuradora-chefe do MPT no PA e AP é reconduzida ao cargo; posse foi nesta 3ª

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

Um comentário em: Auditor preso pela Lava Jato chegou a ser cogitado para o comando da Receita Federal

  • J…nutre um amor incomensurável por Maia e Bolsonaro, as matérias são sempre nesse sentido, kkkkk. Brincadeirinha J.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *