Coleta de lixo: licitação de 62 milhões só atraiu 3 empresas do Pará; uma desistiu
Milionária, ainda assim a licitação não atraiu empresas do setor

A licitação para o serviço de coleta de lixo em Santarém (PA), estimada em 62,5 milhões de reais, só despertou o interesse de 3 empresas no Pará, sendo que uma delas desistiu de participar do certame.

O fato chama atenção não só pelas cifras — exatos R$ 62.583.996,96 — envolvendo a prestação do serviço, como o cenário de profunda crise econômica que o país vive, com empresas de todos setores farejando oportunidades de negócios.

 

Foram credenciadas duas empresas, na mais recente fase do processo licitatório realizada na sexta-feira (17): Terraplena, atual prestadora do serviço, e Norte Ambiental Gestão e Serviços.

Uma terceira empresa, que inclusive chegou a participar da visita técnica, além de adquirir o edital, estranhamente não compareceu nessa fase de entrega das propostas. Trata-se da Recicle Serviços de Limpeza, com sede em Ananindeua, região metropolitana de Belém.

Na próxima terça-feira (21), a Comissão Permanente de Licitação (CPL) da Seminfra (Secretaria Municipal de Infraestrutura) se reunirá mais uma vez para outra etapa do certame, a de habilitação.


Números

R$ 62.583.996,96

Valor global estimado do serviço para um contrato de 2 anos.

2.875 toneladas

Total de toneladas por mês de coleta e transporte de resíduos sólidos domiciliares, feiras livres e mercados previsto no contrato.

11.700 kg

Quantidade de coleta e transporte de resíduos dos serviços de saúde ao mês previsto no contrato.

600 km

Total de varrição manual em ruas e logradouros públicos ao mês.


A CPL é presidida pela servidora Ana Erika Maia de Siqueira, e conta como membros Edson de Oliveira Amaral e Antônia dos Santos Costa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *