Homicídio? Latrocínio? Casal sumido é encontrado degolado em plantação de soja
O casal Josy e Iran

Um crime bárbaro foi registrado na manhã desta sexta-feira (28) em uma área de plantação de soja, localizada entre as comunidades Boa Esperança e Volta Grande, na região da rodovia Curuá-Una (PA-370), em Santarém, no oeste do Pará.

Um casal foi encontrado morto, a tiros, supostamente vítima de assalto. Os corpos do empresário Francisco Iran Parente e a mulher dele, Josy Prezza, foram encontrados nesta manhã, após buscas que vinham sendo feitas pela polícia deste ontem (27), quando a família comunicou o desaparecimento do casal.

 

Inicialmente, a linha de investigação trabalha com a hipótese de latrocínio (crime seguido de roubo). Uma pessoa suspeita foi detida, mas liberada em seguida.

As primeiras informações davam conta que Francisco e Josy teriam sido feitos reféns por criminosos, na quinta-feira. Criminosos teriam invadido o imóvel onde eles estavam e anunciado o assalto. Das vítimas, eles levaram dinheiro, joias e outros pertences. A caminhonete do empresário também foi levada pelos bandidos.

O veículo foi encontrado capotado no meio da estrada. O delegado Germano do Vale, diretor da 16ª Seccional Urbana de Polícia Civil, informou que as investigações para tentar identificar e localizar os autores do crime estão em andamento e contam com o apoio de homens da Polícia Militar.

Agiotagem

As buscas aos criminosos se concentram na região onde o casal foi encontrado. A Delegacia Especializada de Homicídios está à frente do caso.

Peritos do Centro de Perícias Científicas Renato Chaves (CPC) fizeram levantamento tanto na cena do crime quanto no veículo da vítima. O empresário Francisco Iran Parente da Silva era muito popular em Santarém e na região.

Ele era conhecido principalmente por andar sempre exibindo muito dinheiro em espécie e também por financiar empresários com empréstimos de grandes valores. Ele cobrava juros altos em troca do financiamento.

A polícia não informou até agora se a morte tem ligação com alguma dívida que ele cobrava de alguém. Somente as investigações vão ajudar a elucidar o caso.


P.S.: Atualizada às 18h10, para suprimir o termo “degolado” da matéria. O corpo do casal foi encontrado com perfurações à bala.

— LEIA também: Declarada a morte encefálica do atleta de Oriximiná que caiu de árvore no Carnaval

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *