Temei, vocês que estão na fila: juízes impõem penas duras aos réus da Perfuga, Alexandre Rizzi e Rômulo Brito
Alexandre Rizzi e Rômulo Brito: juízes da Perfuga

Alexandre Rizzi, titular da 1ª Vara Criminal de Santarém, proferiu nesta segunda-feira (15) a sua primeira sentença contra réus envolvidos na Perfuga.

O veredito de Rizzi, com duas condenações tidas como pesadas, não destoa da linha-dura adotada por outro magistrado à frente desse caso na 2ª Vara Criminal, Rômulo Nogueira de Brito, que já assinou duas sentenças — leia AQUI 1 e AQUI 2.

Até agora, apenas uma pessoa (Jaynara Nascimento) de um total de 8 foi absolvida.

 

A condenação mais pesada coube ao empresário Westerley Oliveira, que pegou 17 anos de prisão, em regime inicial fechado, pelos crimes de peculato, associação criminosa e fraude à licitação.

Em todas as condenações cabe recurso, com exceção de Rubens Athias e Samuel Conceição. Os dois, em troca de pena mais branda, fecharam acordo de delação em que prometeram não apelar da sentença.

  • 184
    Shares

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *