Viúva-negra
Elziete Sousa e o marido assassinado

Fria e calculista. Esses são alguns dos traços da personalidade de Elziete Sousa descrita por um policial que participou das investigações sobre o assassinato de Célio Fernandes, 38 anos, ocorrido em fevereiro, e que a Polícia Civil acaba de desvendar.

A ‘viúva-negra’ foi quem registrou o sumiço do marido na delegacia, horas depois de ter sido informada da execução dele pelo PM Taliandresson Alves. Pelo serviço, o militar recebeu R$ 10 mil.

Elziete foi quem fez o reconhecimento do corpo do comerciante no IML, “sem esboçar choro e nem ficar consternada”, segundo o policial ouvido pelo blog.

 

“Ela ainda velou o corpo do marido, para que saísse do foco das investigações”.

O planejamento do assassinato contou também, segundo a polícia, com a participação de Nagib Jorge Monteiro, amante da viúva-negra.

PM
O PM acusado de ser o executor do crime
Nagib - viuva
Nagib Monteiro, amante da víuva-negra
  • 327
    Shares

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *