Já se passaram 30 dias e empresário Washington Canté Lima continua preso, por determinação da Justiça de Uruará, na penitenciária agrícola de Cucurunã, em Santarém.

Ele e Jandex de Souza Neves, acusado de, em parceria com Canté, prática de estelionato naquela cidade às margens da Transamazônica.

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

4 Comentários em: 1 mês preso em Cucurunã

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *