Blog do Jeso


comportamento

Busca por palavra “suicídio” aumentou 100%; suicida deixa vídeo gravado em Santarém

Buscas por palavra

As buscas pela palavra “suicídio” no Google aumentaram 100% no Brasil na terceira semana de abril, na comparação com o mesmo período de 2015. A empresa também registrou aumento repentino na procura por expressões como “suicídio indolor” e “suicídio rápido”. A informação é da BBC Brasil.

Neste mesmo mês, que marcou o lançamento no país da série 13 Reasons Why – produção da Netflix sobre uma adolescente que registra em vídeo os motivos que a levaram a se suicidar -, houve um boom nas buscas por imagens relacionadas a suicídio.

[Neste link, veja o vídeo que um jovem santareno – Paulo Victor Bento – deixou gravado antes de se suicidar, fato ocorrido na última segunda-feira, 24. Ele era homossexual. “Ninguém escolher ser gay. A gente nasce gay”, desabafou.]

Abril também trouxe notícias sobre suicídios consumados e tentados em diferentes Estados do país, como Paraná, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Santa Catarina e Paraíba.
 
EFEITO DEVASTADOR
 
Em alguns casos, a polícia investiga possível relação com um jogo virtual chamado Baleia Azul, que estaria induzindo adolescentes a automutilações e ao suicídio.

Ler mais

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Frase do dia

frase do dia, de Helvecio Santos

Nunca haverá sociedade sadia se não tivermos famílias amorosas, educadoras, onde a figura do pai e da mãe não sejam trocadas pela TV ou celular”

Helvecio Santos, advogado, em artigo ontem – Rodrigo e Rogério – neste blog.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Rodrigo e Rogério

rodrigo caioJô reclama ao árbitro Luís Flávio Oliveira o cartão amarelo recebido

 

por Helvecio Santos

Parece nome de dupla sertaneja, mas não é e também está longe de serem irmãos gêmeos.

Eles são protagonistas de uma cena rara no futebol e aconteceu há cerca de quinze dias na primeira semifinal do campeonato paulista entre São Paulo e Corinthians e, para o que vou argumentar, pouco importa o resultado da partida.

Leia também do autor – Quem matou Maria Eduarda?

Ainda no primeiro tempo, numa bola dividida entre o goleiro do São Paulo e o atacante Jô do Corinthians, envolvendo também o zagueiro tricolor, Rodrigo Caio, agarrado à bola, o goleiro rolou no gramado contorcendo-se em dores, vítima de um pisão que levara na batata da perna.

Imediatamente o árbitro pune o atacante com cartão amarelo, o que o deixaria de fora da segunda semifinal.

O atacante argumenta, argumenta, mas de nada adiantou.

Ler mais

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Quem matou Maria Eduarda?

por Helvecio Santos

Quem matou Maria Eduarda?No final de março, em uma operação da Polícia Militar na Fazenda Botafogo, bairro Costa Barros, Zona Norte do Rio de Janeiro, Maria Eduarda, 13 anos, aluna de uma escola pública que fazia aula de educação física na quadra da escola, foi vitimada por três projéteis de arma de fogo, vindo a óbito no local.

Leia também do autor – Em tempos de machão

Imediatamente a “comunidade”, eufemismo criado pelos “socialistas” para designar favela, como se a mudança de nome mudasse a condição de penúria, fez protestos, bloqueou ruas, queimou pneus e acusou a Polícia Militar pela autoria dos disparos.

É bom lembrar que o Brasil, e talvez muito mais o Rio de Janeiro, de há muito vive uma guerra civil não reconhecida pelas autoridades, mas as estatísticas de vítimas por armas de fogo, crescente a cada ano, não deixam dúvidas.

Para o leitor que não conhece a realidade da “Cidade Maravilhosa” (?) ter uma ideia, em 2005 eu advogava para uma empresa de factoring, e precisei visitar um cliente na Fazenda Botafogo.

Ler mais

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Frase do dia

Frase do dia

Machão troca a fralda, dá colo, carrega a bolsa, empurra o carrinho do bebê e, por ser tão forte, ainda sobra braço para abraçar”

Helvecio Santos, articulista do blog, em novo artigo, desta vez sobre as atitudes do machão por excelência.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Em tempos de machão

por Helvecio Santos

Em tempos de machãoNestes tempos em que se busca cada vez mais a igualdade de gênero, o machão caiu em desgraça e está fora de moda. Copiando o bordão do saudoso humorista, “há controvérsia”.

Antes que me incinerem, leiam as razões porque os defendo e como os entendo conceitualmente.

Leia também do autor – Vamos à verdadeira suruba

Antes quero contar um fato!

Esta semana liguei para o consultório do meu médico e, como a secretária estava atendendo outro paciente, fiquei na linha esperando. Ela atendia um senhor que marcava consulta para sua mulher, buscando o dia e o horário que fossem bons para o casal.

Consulta marcada, a secretária me atendeu e eu pedi licença para fazer uma observação: disse-lhe que, como homem, minha porção machista se sentia imensamente orgulhosa quando via um marido marcando consulta para sua mulher.

Ler mais

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Campanha mostra que indígena continua indígena se acessar internet ou usar celular

Campanha mostra que indígena continua indígena se acessar internet ou usar celular, indígenas e celular

Coluna de Monica Bergamo, da Folha de S. Paulo, hoje, 13:

Começa a ser veiculada nesta segunda (13) uma campanha que pretende mostrar que índios continuam sendo índios mesmo que usem roupas e acessem a internet.

É a primeira ação publicitária do ISA (Instituto Socioambiental) em 23 anos de existência.

O objetivo do vídeo, diz a entidade, é enfrentar o preconceito contra os povos indígenas por terem adotado hábitos de fora, como se “precisassem viver parados no tempo”.

– – – – – – – – – –

Nota do blog
Veja um dos vídeos da campanha:

Ler mais

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Videos
Canal direto
Canal Diteto
Prestação de Contas
Twitter


Colunistas
Sites e blogs
Publicidade