Blog do Jeso

Meio ambiente

Justiça suspende certificação de madeireiras por propaganda enganosa

Justiça suspende certificação de madeireiras por propaganda enganosa, Tribunal Regional Federal 1 - TRF1

A Justiça Federal suspendeu a certificação socioambiental concedida a duas madeireiras em atuação na região de Santarém, no oeste do Pará.

A decisão considera haver indícios de que as empresas Ebata e Golf não cumprem os critérios de sustentabilidade socioambiental exigidos pelo selo certificador do Forest Stewardship Council (FSC ou Conselho de Manejo Florestal, em português).

Leia também
Sobrinho de deputado, ex-vereador Giovani Aguiar ganha comando do Ideflor-Bio

Assinada pelo desembargador federal Souza Prudente, do Tribunal Regional da 1ª Região (TRF-1), em Brasília, a decisão é referente a ação e recursos judiciais de autoria do Ministério Público Federal (MPF), por meio da procuradora da República Fabiana Schneider.

A decisão foi comunicada oficialmente à procuradora da República esta semana.

Ler mais

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Prefeito é preso em operação de combate à extração de seixo em leito de rio

PF, Ibama, Semma e PM encontram até submetralhadoras na embarcação do prefeito de Nhamundá

Prefeito é preso em operação de combate à extração de seixo em leito de rio, Faro - extração de seixoA operação foi realizada ontem, em Faro, oeste do Pará. Fotos – Zilton Fioravante

 

por Zilton Fioravante (*), de Faro

Operação conjunta, no rio Nhamundá, da Semma (Secretaria Municipal de Meio Ambiente) de Faro, Ibama, do Amazonas, Polícia Federal e Polícia Militar do Pará resultou na apreensão de dragas, balsa, rebocador e dezenas de armas de grosso calibre, como submetralhadoras, rifles e pistolas.

A ação foi realizada ontem, 15, na fronteira entre Pará e Amazonas.

Leia também
Chuva de hoje está longe do recorde do ano, registrado no sábado: 157,8 milímetros

As armas foram encontradas em posse de vários homens, entre os quais PM do Amazonas, que faziam escolta para garantir a atividade ilegal e criminosa de extração de seixo no leito do rio.

O prefeito Nenê Machado, de Nhamundá, também estava a bordo de uma das embarcações.

CLIMA TENSO

Machado identificou-se como proprietário dos maquinários, mas negou ser proprietário de qualquer arma ali encontrada, muito embora o arsenal estivesse na embarcação de sua propriedade.

Prefeito é preso em operação de combate à extração de seixo em leito de rio, Faro - extração de seixoO arsenal apreendido. Era usado por PMs do AM contratados pelo prefeito

Ler mais

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Chuva de hoje está longe do recorde do ano, registrado no sábado: 157,8 milímetros

Até hoje, 14, já choveu 66% do previsto pela meteorologia para todo o mês de março em Santarém

Chuva de hoje está longe do recorde do ano, registrado no sábado: 157,8 milímetros, chuva milímetro

A forte chuva que caiu na manhã desta terça-feira, 14, em Santarém está longe, muito longe, do recorde do ano, estabelecido no sábado passado, 11.

Hoje, das 9h até as 13h – choveu 56,6 milímetros. Veja no vídeo a movimentada avenida Mendonça Furtado sob as chuvas de hoje.

Água em profusão e em tempo contínuo na cidade foi registrado há 3 dias, quando o índice pluviométrico registrou 157,8 milímetros – de 3 às 7 da manhã.

Na análise feita pelo meteorologista Gláucia Martins a pedido do Blog do Jeso, já choveu até hoje 66% do previsto para todo o mês de março.

Ler mais

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Se rio atingir 7,10 metros, Nélio Aguiar irá decretar estado de emergência

Hoje, o nível do rio Tapajós alcançou 6,74 metros. Na enchente de 2012, chegou a 7,98 metros

Se rio atingir 7,10 metros, Nélio Aguiar irá decretar estado de emergência , Chuvas e situação da Mendonça Furtado nesta manhã de 14/03/2017Avenida Mendonça Furtado, em Santarém, sob intensa chuva hoje de manhã

 
O prefeito Nélio Aguiar (DEM) estabeleceu o critério para acionar o alarme do estado de emergência em Santarém neste ano: o nível das águas do rio Tapajós.

Se régua fluviométrica chegar ao nível de 7,10 metros, ele assina o decreto.

Nos últimos 5 anos, o nível mais elevado do Tapajós foi registrado em 2012, quando ele atingiu a cota de 7,98 metros.

Nesta terça-feira, 14, a régua alcançou o patamar de 6,74 metros.

A previsão da Defesa Civil de Santarém é que o nível de alerta para a assinatura do decreto de emergência seja atingido em uma semana.

Ler mais

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Os 5 biomas brasileiros são tema da Campanha da Fraternidade deste ano

Os 5 biomas brasileiros são tema da Campanha da Fraternidade deste ano, CF2017-CartazCartaz da CF 2017

 
Com o tema “Fraternidade: biomas brasileiros e a defesa da vida”, a Campanha da Fraternidade este ano tem a pegada da defesa do meio ambiente.

A CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil), responsável pela campanha, lançada oficialmente ontem, 1º, pretende alertar as pessoas em geral para o cuidado e o cultivo dos 5 biomas brasileiros: Cerrado, Mata Atlântica, Caatinga, Pampa, Pantanal e Amazônia.

E mais: quer enfatiza o respeito à vida e a cultura dos povos que neles habitam.

Leia também
Holofotes em 6 VIPs. Márcia, Tremonte, Marla, Jardel, Jaílson e Barrudada

O lema escolhido para iluminar as reflexões é “Cultivar e guardar a criação (Gn 2, 15)”.

Ler mais

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Peixe da Amazônia é o que faz a mais longa migração do planeta, aponta pesquisa

O levantamento foi feito por Ronaldo Barthem, do Museu Emílio Goeldi, e publicado na “Scientific Reports”

Peixe da Amazônia é o que faz a mais longa migração do planeta, aponta pesquisa, piramutaba

O peixe de água doce que faz a migração mais épica de todos os tempos é da Amazônia. A informação é do jornalista Reinaldo Lopes, da Folha de S. Paulo.

A dourada (Brachyplatystoma rousseauxii), segundo ele, percorre uma distância que chega a ser o dobro da extensão territorial dos Estados Unidos – um total de 11,6 mil quilômetros – ao longo de seu ciclo de vida.

Leia também
Com aval do Itamaraty, Instituto Rio Branco exclui direitos humanos da grade curricular

É a mais longa migração realizada por um peixe que não seja marinho.

Os dados vêm de um levantamento coordenado por Ronaldo Barthem, do Museu Paraense Emilio Goeldi, que acaba de ser publicado na revista especializada “Scientific Reports”.

Ler mais

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Mineradora inicia plantio de 3 mil mudas de castanheira em Porto Trombetas

As mudas de castanheira são de sementes coletadas em 5 estados – Pará, Amazonas, Rondônia, Amapá e Acre

Mineradora inicia plantio de 3 mil mudas de castanheira em Porto Trombetas, castanheiras sementesMudas do Viveiro Florestal da MRN, em Porto Trombetas, Oriximiná

Três mil mudas de castanheira-do-pará começaram a ser plantadas, como parte de um projeto de estudo e conservação desta espécie realizado pela Mineração Rio do Norte (MRN) na região de Porto Trombetas, município de Oriximiná.

O plantio iniciou ontem, 13, e se prolongará até o próximo dia 24.

Leia também
Prefeito reúne com ONG de Juruti e fecha parceria na área ambiental

As mudas, cultivadas no Viveiro Florestal da MRN, são provenientes de sementes coletadas em 10 municípios de 5 estados da região Norte – Pará, Amazonas, Rondônia, Amapá e Acre.

O objetivo do projeto Banco de Germoplasma de Sementes de Castanheira-do-pará é identificar, entre as sementes selecionadas, qual tem o maior potencial para gerar árvores resistentes e longevas.

Ler mais

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Prefeito reúne com ONG de Juruti e fecha parceria na área ambiental

Prefeito reúne com ONG de Juruti e fecha parceria na área ambiental, IJUS, JurutiHenrique Costa e membros do IJUS

 
Uma comitiva da diretoria da ONG Instituto Juruti Sustentável (IJUS) apresentou as perspectivas da entidade para este ano ao prefeito de Juruti, Henrique Costa (PT).

Entre as prioridades do IJUS estão a formação de lideranças em sustentabilidade, a conservação da biodiversidade, o incentivo às cadeias produtivas da pesca, floresta e agricultura orgânica, entre outras ações.

Leia também
Juruti fecha contrato de R$ 1 milhão com 3 profissionais liberais sem licitação

O encontro ocorreu na terça-feira, 7.

Ler mais

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Com ajuda de submarino, ONG divulga as primeiras fotos dos corais da Amazônia

Com ajuda de submarino, ONG divulga as primeiras fotos dos corais da Amazônia

A ONG Greenpeace divulgou as primeiras imagens subaquáticas já registradas dos corais da Amazônia, uma formação de recifes com 9.500 km² localizada na costa do Amapá, entre o Maranhão e a Guiana Francesa.

Leia também
Praticante de kitsurf na orla da Tapajós, em Santarém

As imagens foram feitas com o uso de um submarino de dois lugares, tripulado pelo piloto John Hocevar, da campanha de Oceanos do Greenpeace EUA, e pelo professor de Biologia Marinha Ronaldo Francini Filho, da Universidade Federal da Paraíba.

Em duas horas de mergulho, eles se depararam com um paredão de carbonato de cálcio a 220 metros de profundidade e a mais de 100 quilômetros da costa brasileira.

Ler mais

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Área da Flona do Jamanxim é reduzida por MP; posseiros comemoram

A medida provisória foi assinada pelo presidente Michel Temer. A flona ficou em menor 305 mil hectares
Área da flona do Jamanxim é reduzida por MP; posseiros comemoram, Flona Jamanxin

Em ação criticada por ambientalistas e celebrada por posseiros, o presidente Michel Temer assinou uma medida provisória que abre o caminho para a regularização de dezenas de estabelecimentos rurais localizados dentro da Floresta Nacional (Flona) do Jamanxin, no sudoeste do Pará. A informação é do jornal Folha de S. Paulo.

A MP 756, publicada nesta quarta (20), retirou 305 mil hectares (o equivalente a quase duas cidades de São Paulo) da Flona, que agora passam a ser parte da recém-criada Área de Proteção Ambiental (APA) Jamanxin.

Leia também
Ausência de Temer em lançamento de projeto mineral no Pará gera críticas

Com isso, se reduz o nível de proteção legal, permitindo a permanência dos posseiros.

A mudança contraria relatório de 2009 do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), segundo o qual apenas uma área de 35 mil hectares deveria ser excluída da Flona.

Ler mais

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Videos
Canal direto
Canal Diteto
Twitter


Colunistas
Sites e blogs
Publicidade