Blog do Jeso


música

frase do dia

Joelma, cantora paraense

aspasEsse não é o fim, é o começo”

Joelma, cantora paraense nascida em Almeirim, no último show à frente da banda Calypso, ocorrido em Macapá na virada do ano. Agora ela, como o nome Joelma Calypso, e Chimbinha, que formou a banda XCalypso, vão atuar separadamente.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Marchinha de Carnaval do Pará disputa concurso no Rio

Marchinha de Carnaval

Coluna de Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo, hoje (21):

Das marchinhas inscritas no tradicional concurso do gênero da Fundição Progresso, no Rio, 13% são sobre assuntos políticos.

De acordo com a organização da competição, a tendência é que o número aumente, já que em “anos de crises políticas” o percentual tende a dobrar. Temas carnavalescos e canções com temática sexual continuam no topo da lista.

O militar José Carlos Filho, de Belém do Pará, por exemplo, inscreveu a música “Os Camundongos”.

Ler mais

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Santarém leva carimbó para Conferência Nacional da Juventude

Tribus Jovens

O coletivo Tribus Jovens, de Santarém, se faz presente na 3ª Conferência Nacional da Juventude, iniciada ontem (16), e que se estenderá até domingo (20).

Em Brasília, local do evento, o coletivo irá apresentar o projeto “Juventude num canto de Carimbó”, no qual destaca a cultura popular, através da dança, como agente de transformação social na vida de jovens brincantes de grupos folclóricos de carimbó em Santarém.

Cássio Leal, Lillian Sousa e Rafaela Rente são os líderes do grupo.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Cantor obidense fica em 3º lugar no 14º Servifest, realizado em Belém

Foto: Carlos Sodré/Agência Pará
Cantor Eduardo Dias. Foto: Carlos Sodré/Agência Pará

A música “Elegia Tupiniquim”, composta e interpretada pelo obidense Eduardo Dias (foto), conquistou o 3º lugar na final do 14º Servifest (Festival de Música do Servidor Público do Pará), realizado no teatro Margarida Schivasappa, em Belém, ontem á noite (12).

Edu Dias ganhou R$ 10 mil.

Leia também:
Professor do “Júlia Passarinho” participa pela 4ª vez da final do Servifest
.

O artista representou a Semed (Secretaria Municipal de Educação) de Santarém, mas deixou claro que suas canções representavam todo o povo do oeste, em especial Óbidos, sua terra natal.

No Leia Mais, abaixo, confira a letra de “Elegia Tupiniquim”.

O Servifest é organizado pela Escola de Governança Pública do Pará (EGPA) e elege as melhores composições, interpretações e arranjos feitos por integrantes do funcionalismo público.

Ler mais

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Professor do “Júlia Passarinho” participa pela 4ª vez da final do Servifest

wander andrade, professor e compositor

Será logo mais à noite, a partir das 19h, no teatro Margarida Schivasappa, em Belém, a final do 14º Festival de Música do Servidor Público do Pará (Servifest).

12 músicas disputam o prêmio máximo do evento, R$ 15 mil.

Professor da Escola Estadual Júlia Passarinho, em Santarém, Wander Andrade (foto), 42 anos, participa pela 4ª vez consecutiva da finalíssima do Servifest), com a música “Santa Maria Del Mar Dulce”, que tem arranjo do argentino radicado em São Paulo Sérgio Ábalos.

A canção, classificada na etapa Santarém em julho deste ano, será interpretada pela professora Ádria Goes, da escola Estadual Madre Imaculada, de Santarém.

Nesta etapa também se classificaram mais duas músicas: “Elegia Tupiniquim”, de Eduardo Dias, da pasta de Cultura de Santarém, e “Amigo Violão”, de Suane Correa, da Semed (Secretaria Municipal de Educação) de Belterra.

Ler mais

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Jair Rodrigues, um artista-ícone

Jair Rodrigues - Citibank Hall / SPJair Rodrigues, falecido ontem (9), em show na cidade de São Paulo em São Paulo (2010). Foto: Rafael Kent/Flickr

Do professor universitário Válber Almeida (foto), residente em Belém, sobre o post Morre aos 75 anos, em SP, o cantor Jair Rodrigues:

Valber AlmeidaUm artista da grandeza do Jair Rodrigues é difícil de definir e de descrever. Só consigo imaginá-lo como um artista-ícone, destes cuja imagem invocam diversos sentidos.

Primeiro, pela sua célebre interpretação de Disparada no Festival da Record de 1966, uma obra-prima que conseguiu traduzir de modo bem dosado, em ritmo, tom e timbre, a composição do Geraldo Vandré que denunciava a tragédia do capitalismo selvagem brasileiro.

O ritmo impresso à música não deixou de expressar o sofrimento e a desolação dos rebanhos que vieram a esta vida condenados prematuramente ao matadouro. Suas interpretações também eram icônicas.

Independente de qual fosse a música ou o lugar, depositava tão grande inspiração em sua interpretação que qualquer canção ganhava a sua devida grandeza com ele. Assim, sua imagem sempre me remete à inspiração musical devotada.

Mas, além disso, Jair Rodrigues era de uma humildade tão profunda e sincera que não há como desvencilhar sua imagem deste raro valor humano. Mesmo após se tornar uma lenda da MPB ele manteve o estilo de vida simples e simpático, raro entre as celebridades nacionais.

Ler mais

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Morre aos 75 anos, em SP, o cantor Jair Rodrigues

Jair RodriguesJair Rodrigues, pai de Jarizinho e Luciana Mello. Foto: EBC/Flickr

G1 São Paulo

Morreu o cantor Jair Rodrigues, aos 75 anos. De acordo com a JRC Produções, o músico estava em casa, em Cotia (SP), e a família aguarda a chegada da perícia. Não foi divulgada a causa da morte.

Leia também:
Cantora santarena faz tributo à Clara Nunes.

Jair Rodrigues de Oliveira nasceu em Igarapava (SP), no dia 6 de fevereiro de 1939, informa seu site oficial. Pai dos também cantores Jair de Oliveira e Luciana Mello, ele começou sua carreira nos anos 1960, em programas de calouros.

Em 1962, gravou aquele que é consirado seu registro de estreia, um disco de 78 rotações. Segundo o perfil, duas das músicas, “Brasil sensacional” e “Marechal da vitória”, tinham como tema a Copa do Mundo daquele ano, no Chile, que foi vencida pela seleção brasileira.

Em 1964, gravou seus Jair Rodrigues gravou seus primeiros LPs, “Vou de samba com você” e “O samba como ele é”.

Seu maior sucesso no período foi a música “Deixa isso pra lá”, tida como precursora do rap no Brasil.

Ler mais

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Cantora santarena faz tributo à Clara Nunes

Cristina Caetano e Clara Nunes

Com 38 anos, 13 dos quais dedicado profissionalmente à música, a cantora Cristina Caetano sobe ao palco na próxima sexta-feira (9) à noite, na área coberta do Barrudada Tropical Hotel, para o show “Clara do Brasil”, um tributo à cantora brasileira Clara Nunes, que morreu há 31 anos.

Santarena, Cristina é fã incondicional da intérprete de “O mar serenou”.

Resolveu então “criar coragem” e preparar o tributo à Clara Nunes.

“Foram meses de pesquisa para definir como seria o show”, relatou ao blog, para quem concedeu a entrevista abaixo sobre esse seu novo espetáculo.

Por que, agora, o show é um tributo à Clara Nunes?

Cristina Caetano: Fiz diversos tributos – a Billy Blanco, denominado “Em Preto e Blanco”, com Sebastião Tapajós. Fiz “Roda Viva”, “Carinhoso”, em homenagem a grandes mestres do samba, Cartola, Noel Rosa, Paulinho da Viola e Dona Ivone Lara. E ainda “Mulheres de Hollanda” e “Caetanear”, projetos com Maria Lídia. A Clara Nunes é uma artista que sempre esteve presente em minha vida musical, e está entre as minhas artistas preferidas por sua história, seu carisma, sua voz e principalmente pela forma com que ela expressava o Brasil e sua cultura com tanta riqueza e orgulho pela cultura tradicional. Esse novo tributo é uma releitura das músicas gravadas por Clara Nunes. Por ser apaixonada pelo trabalho dela, tomei coragem depois de anos, para realizar um show em sua homenagem. Foram meses de pesquisa para definir como seria o show.

Quantas músicas dela irás interpretar nesse show?

Selecionamos 17 músicas do repertório de Clara. Infelizmente não tem como cantar todas as que gostaríamos, pois apesar de Clara ter tido uma carreira tão curta, ela fez muitos trabalhos maravilhosos que marcaram. A essência do projeto é dar característica da cultura amazônica às músicas sem descaracterizá-las, é claro. O marambiré, carimbó, lundu e outros ritmos tipicamente amazônicos serão misturados às batidas afro tão presentes no trabalho de Clara.

O que destacas como o melhor da obra de Clara Nunes?

As músicas que trabalham a cultura afro, em especial os sambas. O que me sempre me encantou no trabalho dela foi a sua força. Força essa que fez com que ela quebrasse e ainda quebra preconceitos através de sua obra. Ela uma mestiça, ainda é a voz que canta em favor do negro e das raças oprimidas.

O que nela te apaixona?

Ler mais

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

5 curtas do sabadão. Chapa 2 do Sinjor

Blog do Jeso - Cristina Caetano

Cristina Caetano

Número 1Max Costa, jornalista, faz campanha em Santarém para a chapa 2 (Mudança Já), inscrita para eleição da nova diretoria do Sinjor (Sindicato dos Jornalista) do Pará. De oposição, a chapa 2 é encabeçada pela jornalista Helena Palmquist e que tem vice Elcimar Neves. A votação está prevista para o dia 11 de junho.

 

Número 2Dia 9 de maio, a área coberta do bar e restaurante Tapajós, do Barrudada Tropical Hotel, será palco do show “Clara do Brasil”, com a cantora santarena Cristina Caetano interpretando o melhor da imortal Clara Nunes. Início do show às 22h30. Ingressos e mesas pelo fone (93) 9141-0052, 9111-2651 e 9161-0327.

 

Lourdes Tavares

Lourdes Tavares

Número 3A arrecadação de tributos em 2003 pela RFB (Receita Federal do Brasil) em Santarém ultrapassou a marca de 1 bilhão de reais. 28% a mais do que o arrecadado no ano anterior. Tal performance coloca a delegacia à frente de 3 capitais da 2ª Região Fiscal: Rio Branco (AC), Macapá (AP) e Boa Vista (RR). Lourdes Tavares é quem comanda a RFB na região.

 

Número 4Começou ontem (25), e encerra hoje, a 2ª fase de grupos da Copa Floresta Ativa, iniciativa da ONG Projeto Saúde & Alegria e da Associação Tapajoara, com apoio do ICMBio. Os jogos ocorrem na reserva extrativista Tapajós-Arapiuns. A comunidade-sede dessa fase é Surucuá. 9 seleções masculinas e 3 femininas participam do evento.

 

Número 5Fixada em edital a nomeação e posse para o dia 31 de março passado, a Prefeitura de Terra Santa enrola os 10 enfermeiros que passaram no mais recente concurso público promovido pelo município. Todos os aprovados nessa área entregaram a documentação exigida, mas foram instruídos a esperar em casa uma ligação da prefeitura, que até agora não foi feita,  para começarem a trabalhar.

Leia também:
Piorou a transparência. Site de Juruti sai do ar.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Festival de música: o estilo de sempre

Do leitor (a) que se assina Anadir, sobre o post Banda de Santarém fatura 1º lugar em festival:

radioA música vencedora é agradável, fala de Santarém com devoção e isso é bom. Porém… Até quando esse estilo de música vencerá os concursos?

A segunda colocada considero mais do mesmo, não acrescentou em nada à cultura local, além de que não foi das melhores interpretações, pois a voz era quase inaudível nas notas mais baixas. A terceira colocada não trouxe nada de novo, pura poesia patética.

Eu estive lá e esperava outro resultado. Acho que é preciso valorizar outras formas de fazer música, outros estilos e outros temas. Vamos esperar a execução na rádio para tirarmos as dúvidas.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Colunistas
Videos
---------------------------------------------------
Canal direto
Canal Diteto
Instagram
Twitter
Sites e blogs
Publicidade