Blog do Jeso


música

Retrovisor. A banda do baile de final de ano no Centro Recreativo

Foto – arquivo particular de Gil Barata
Retrovisor. A banda do baile de final de ano no Centro Recreativo, CARLOS CASTRO, centro RECREATIVO OK OK

Centro Recreativo, em Santarém, baile de final do ano em 1960. Conjunto de Carlos Castro. Da esq. p/ dir.: Fernando Sirotheau, Moacir, Manoel Alho “Pato Roco”, Raimundo (sax ), Elias, Sebastião Sirotheau “Bazinho” e o cantor Silfarnei.

Veja também:
Henry Ford era também madeireiro
Russo fotografa Santarém.
Magalhães Barata em Fordlândia.
Galaxie no casamento do imortal.
Raimundo Pacheco (Pachequinho), Moura Palha e Jader Barbalho.

– – – – – – – – – – – – — – – – – – – – – – – – – – – – – – – – 

Participe também da seção “Retrovisor”. Mande fotos antigas de sua cidade (e seus personagens) para o blog. E-mail: jesocarneiro@gmail.com

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Frase do dia

Tema so samba enredo da Imperatriz Leopoldinense

Com suas críticas, eles revelaram o poder das escolas de aproveitar a festa para levantar bandeiras e tocar em assuntos polêmicos.”

Cahê Rodrigues, carnavalesco da escola de samba Imperatriz Leopoldinense, sobre as críticas do setor de agronegócio ao tema do samba enredo [foto] escolhido pela agremiação neste ano, uma homenagem aos índios do Xingu.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Veterano cria “oásis” de boa música em rádio FM, de segunda a sexta

Jorge Carlos, da Guarany FM, comanda o Só Sucessos, com uma seleção musical para ouvidos exigentes

Veterano cria
O veterano Jorge Carlos (Guarany FMfoto) criou um oásis no rádio santareno.

De segunda a sexta-feira, durante 3 horas, ele apetece os ouvidos mais exigentes com o melhor da música.

De 16 às 17h, Jorge Carlos deleita os ouvintes com uma seleção musical dos dias atuais. A partir das 17, ele capricha no flashback nacional e internacional.

O programa Só Sucesso, há 2 anos no ar, virou refúgio – e refrigério – para quem foge da mesmice sertaneja & similares que impera nas rádios da cidade.

Ler mais

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Há 104 anos, nascia o maestro Wilson Fonseca, autor do clássico Terra Querida

Isoca, como também era conhecido, morreu aos 89 anos, em Belém. Deixou uma caudalosa produção musical

Há 104 anos, nascia o maestro Wilson Fonseca, autor clássico Terra Querida, Maestro Isoca

Vivo, o maestro Wilson Fonseca, o Isoca [foto], completaria hoje 104 anos.

É de autoria do artista a canção Terra Querida, de 1961, uma das mais executadas da sua caudalosa produção musical.

Leia também:
Maestro Wilson Fonseca, 14 anos de morte; a música que ele mais tocava.
Maestro Wilson Fonseca, 14 anos de morte; as 6 músicas mais famosas.
Maestro Wilson Fonseca, 14 anos de morte; a última música.

Logo mais às 18 horas será celebrada missa em ação de graças ao maestro, na igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição, no centro de Santarém.

Ler mais

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A história do Hino de Santarém, oficializado há exatos 45 anos

por Vicente Malheiros da Fonseca (*)

A história do Hino de Santarém, oficializado há exatos 45 anos, foto de Vicente Malheiros da FonsecaA música do Hino de Santarém foi composta por Wilson Fonseca (Maestro Isoca) em 1941, sob título de “Santarém”, sem nenhuma letra, destinada à abertura das apresentações festivas e cívicas da orquestra “Euterpe Jazz”, fundada por seu genitor José Agostinho da Fonseca (1886-1945) e então dirigida por Isoca.

No ano de 1948, quando se comemorava o primeiro centenário de elevação da “Pérola do Tapajós” à categoria de cidade, o compositor pediu ao notável poeta Paulo Rodrigues dos Santos (1890-1974) que elaborasse a letra da música, que já se tornara familiar aos santarenos. Letra e música foram publicadas no “Álbum do Centenário de Santarém”, editado em 1948, pelo então Prefeito Municipal Adherbal Tapajós Caetano Corrêa.

O hino foi oficializado a partir de Projeto de Lei apresentado pelo vereador Edson Sirotheau Serique e convertido na Lei Municipal nº 245, de 22.10.1971, sancionada pelo prefeito Everaldo de Sousa Martins.

A peça tem partituras para Banda, Coro a 4 vozes mistas e transcrições para Piano solo e Piano a 4 mãos (“Fantasia sobre o Hino de Santarém”), escritas pelo compositor.

Ler mais

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Nilson Chaves grava música em homenagem à padroeira de Santarém

A música ‘Da Conceição’ foi feita em parceria com compositor santareno Renisson Vasconcelos. Ouça no blog

Nilson Chaves grava música em homenagem à padroeira de Santarém, Renisson e Nilson ChavesRenisson Vasconcelos e Nilson Chaves, pais Da Conceição

O cantor e compositor paraense Nilson Chaves, grande expoente da música amazônica, disponibilizou áudio da música Da Conceição, que fez em parceria com o compositor santareno Renisson Luís Vasconcelos, para embalar as homenagens do Círio de Nossa Senhora da Conceição deste ano.

No Ler Mais, abaixo, confira a letra. Neste link, ouça a canção.

Leia também – Hino de Santarém completa 45 anos; Everaldo Martins oficializou a obra.

É a primeira vez que Nilson grava música com o propósito de homenagear a padroeira de Santarém.

Para Nossa Senhora de Nazaré, patrona do Pará, ele já gravou Círio no exílio, que tem letra do poeta maranhense Jamil Damous.

Da Conceição tem letra que retrata a face antropológica do Círio de Santarém. A primeira parte é um grande convite para que o povo desperte, se apresse e venha novamente festejar a sua padroeira.

Ler mais

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Hino de Santarém completa 45 anos; Everaldo Martins oficializou a obra

A letra é de Paulo Rodrigues dos Santos e a melodia de Wilson Fonseca. Em 1971, a canção foi oficializada como hino

Hino de Santarém completa 45 anos; Everaldo Martins oficializou a obra, PRS e ISocaPaulo Rodrigues dos Santos e Wilson Fonseca, criadores do hino

Amanhã, 23, o Hino de Santarém completará 45 anos desde que foi oficializado, em 1971.

A letra da canção, criada em 1948, é de Paulo Rodrigues dos Santos, com melodia do maestro Wilson Fonseca, em 1941.

Em 23 de outubro de 1971, o então prefeito Everaldo Martins, através da lei municipal 245/71, oficializou a música Santarém do meu coração como o Hino de Santarém.

No Ler Mais, abaixo, a letra na íntegra. Neste link, assista a um vídeo do hino.

Mande um vídeo gravado no seu celular cantando um trecho do Hino de Santarém para o WhatsApp do Blog do Jeso – 93-99141-3040. Iremos divulgar nas nossas redes sociais. Participe!

Ler mais

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Projeto ‘Música na Estrada’ visita o QG do Blog do Jeso

Projeto 'Música na Estada' visita o QG do blog, Visita ao QG do blog

Pela 1ª vez numa cidade do interior da Amazônia, o projeto ‘Música na Estrada’ chegou a Santarém. Anteontem, 18, foram iniciadas as oficinas – violino, viola, violoncelo, entre outras -, e nos dias 21, 22 e 23 estão agendados os espetáculos, todos na Casa de Cultura Historiador João Santos.

Nesta sexta, sobe ao palco o Quinteto Uirapuru; no sábado, Amazônia Jazz Band, e no domingo, a Orquestra Filarmônica de Santarém. Para divulgar o evento, estiveram no QG do blog a jornalista Arthemisa Gadelha, de Manaus, ciceroneada pelo músico e produtor musical santareno Guilherme Taré Moura.

Ler mais

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Saxofonista santareno é o único do Norte a proferir palestra em evento internacional

Saxofonista santareno é o único do Norte a proferir palestra em evento internacional, Júnior Canto
A bandeira azul e amarela de Santarém vai tremular na edição deste ano do Simsax, Simpósio Internacional de Saxofone, a ser realizado no próximo mês de agosto (1º a 7).

Único palestrante no evento da região Norte, o saxofonista santareno Júnior Canto (foto) já definiu o tema que vai abordar: Saxofone, uma extensão da mente sonora.

Leia também – Queixa-crime de advogado contra jornalistas é julgada improcedente pela Justiça.

O Simsax reúne saxofonistas de Brasil e do mundo, para partilhar conhecimento e, o que é melhor e mais louvável, de forma gratuita.

Também produtor musical, Júnior Canto atualmente se dedica ao estudo étnico da musicalidade amazônica, indiana e africana. Toca, além de saxofone, gaita cromática, flauta doce e flauta transversal.

Ler mais

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Videos
Canal direto
Canal Diteto
Twitter


Colunistas
Sites e blogs
Publicidade