Blog do Jeso


Senado

Frase do dia

Frase do dia, de Roberto Requião

Diria que Moro andou fumando erva estragada. Meu projeto não diz isso [que o juiz pode ser punido por errar a interpretação da lei]. Meu projeto não criminaliza o erro”

Roberto Requião, senador, ao responder artigo que o do juiz Sergio Moro publicou no jornal O Globo, ontem (25), criticando o projeto de lei que pune abusos de autoridade.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Senador escapou de queda de elevador. Mas foi abatido por delações da Odebrecht

Senador escapou de queda de elevador. Mas foi abatido por delações da Odebrecht, Plenário do Senado

No site Diário do Poder, hoje, 20, sob o título Sorte lotérica:

Dias atrás, o elevador exclusivo dos senadores despencou do 20º andar de uma das torres do Congresso, com Valdir Raupp (PMDB-RO – foto) a bordo.

Só parou após acionado o freio de segurança.

Um dia depois, saíram as delações da Odebrecht. Dessas, Raupp não escapou.

Ler mais

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Ministro da Lava Jato no Supremo abre investigação contra 9 ministros de Temer

Do Pará, aparecem também na lista o ministro Helder Barbalho, do PMDB, e o senador Paulo Rocha, do PT
Ministro da Lava Jato no Supremo abre investigação contra 9 ministros de Temer, Ministro do STF da Lava Jato abre investigação contra 9 ministros de Temer, CCJ - Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania

O ministro Edson Fachin [foto], relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), determinou a abertura de inquérito contra 9 ministros do governo Temer, 29 senadores e 42 deputados federais, entre eles os presidentes das duas Casas – como mostram as 83 decisões do magistrado do STF, obtidas com exclusividade pelo Estado.

O grupo faz parte do total de 108 alvos dos 83 inquéritos que a Procuradoria-Geral da República (PGR) encaminhou ao Supremo Tribunal Federal (STF) com base nas delações dos 78 executivos e ex-executivos do Grupo Odebrecht, todos com foro privilegiado no STF.

Leia também
Licitação fraudulenta do lixo feita por Alexandre Von pode respingar no atual prefeito

Os ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff não aparecem nesse conjunto porque não possuem mais foro especial.

O Estado teve acesso a despachos do ministro Fachin, assinados eletronicamente no dia 4 de abril.

Ler mais

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

CCJ do Senado aprova matéria que aumenta bancada do Pará na Câmara

A matéria segue agora para o plenário da Casa. O número total de deputados (513) não será alterado

CCJ do Senado aprova matéria que aumenta bancada o Pará na Câmara, Mapa do Brasil - ganho, perda e manutenção de deputados
Quem ganha, quem perde e quem mantém deputados. A geografia da matéria de Flexa Ribeiro

 
Com voto dos senadores de estados que terão suas bancadas reduzidas já na próxima legislatura (2019-2023), a CCJ (Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania) do Senado aprovou o parecer do senador Antônio Anastasia (PSDB-MG) favorável ao projeto do senador paraense Flexa Ribeiro (PSDB).

A proposta de Flexa ajusta o número de deputados federais em conformidade com a estimativa populacional do IBGE.

Leia também
TJ do Pará recebe ação penal contra prefeito de Vitória do Xingu

A matéria segue agora para o plenário do Senado. Até chegar a sanção do presidente Michel Temer, o projeto deverá tramitar pela Câmara dos Deputados.

De acordo com Flexa Ribeiro, o projeto além de atender a questões constitucionais corrige “anomalias”. O Maranhão, que tem hoje população estimada em 6,9 milhões habitantes conta com 18 deputados, um a mais que o Pará.

Ler mais

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Frase do dia

Frase do dia, de Aécio Neves

O Brasil de hoje precisa de menos fogueiras e mais pontes, de menos intriga e mais diálogo, de mais responsabilidade”

 

Aécio Neves, senador do PSDB de MG, em discurso ontem, 4, na tribuna do Senado, quando voltou a negar que tenha recebido propina da Odebrecht, apesar de citado por outros delatores.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Renan lidera no Senado oposição ao projeto que regulamenta a terceirização

Renan lidera no Senado oposição ao projeto que regulamenta a terceirização, Renan em entrevista

No site Poder360, por Tales Farias, hoje, 29, sob o título Fake news: os rebelados postiços:

Os senadores do PMDB, liderados por Renan [Calheiros, foto] divulgaram [ontem, 29] uma dura carta (leia a íntegra) em que se colocam contra a sanção do projeto de terceirização aprovado pela Câmara.

Assinam o documento:
Marta Suplicy (SP), Kátia Abreu (TO), Eduardo Braga (AM), Elmano Férrer (PI), Rose de Freitas (ES), Hélio José (DF) e Simone Tebet (MS).

Destes, para os governistas, só Katia Abreu é caso perdido.

Ler mais

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Senador tucano, José Serra vai propor fim do domicílio eleitoral

Senador tucano, José Serra vai propor fim do domicílio eleitoral

O senador José Serra (PSDB-SP) vai incluir no seu projeto que estabelece o voto distrital misto um parágrafo que acaba com o domicílio eleitoral. A informação é do blog Coluna do Estadão.

Pela regra, um ano antes da eleição o candidato tem de comprovar que mora no local onde vai disputar o pleito.

Serra justifica que a obrigatoriedade é um “entulho da ditadura” e não faz mais sentido mantê-la.

Foi criada em 1965, um ano depois do golpe militar, para impedir que o general Lott, que morava em Teresópolis, no Rio de Janeiro, fosse candidato ao governo do então Guanabara.

Ler mais

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Em 1º turno, CCJ do Senado aprova proposta de casamento gay

Em 1º turno, CCJ do Senado aprova proposta de casamento gay , CCJ - Comissão de Constituição, Justiça e CidadaniaMarta Suplicy, senadora do PMDB de SP

 
Blog Coluna do Estadão, hoje, 8:

A Comissão de Constituição e Justiça [do Senado] aprovou nesta manhã, 8, a proposta que libera o casamento entre homossexuais.

De autoria da senadora (PMDB-SP), o texto foi aprovado na forma de substitutivo do senador (PMDB-PR).

A proposta altera o Código Civil e permite o reconhecimento legal da união estável entre pessoas do mesmo sexo.

Na próxima semana, o projeto será votado em segundo turno na CCJ do Senado.

Ler mais

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Videos
Canal direto
Canal Diteto
Prestação de Contas
Twitter


Colunistas
Sites e blogs
Publicidade