Construção de estádio em Trairão vai custar 800 mil reais

Danilo Miranda,  prefeito do TrairãoO prefeito de Trairão, Danilo Miranda (foto), bateu o martelo: a Jota Barroso Engenharia é quem vai construir o estádio municipal Gessezão.

Pelo serviço, a empresa irá receber quase 800 mil reais – ou exatos R$ 795.323,20

No processo de licitação, a construtora foi a que apresentou a melhor proposta para execução da obra.

(mais…)

Incra cancela projeto sustentável em Trairão

Sede da SR-30 em Santarém. Foto: Elias JúniorO PDS (Projeto de Desenvolvimento Sustentável) Água Azul, no município de Trairão, acaba de ser riscado oficialmente do mapa pelo Incra (Instituto de Colonização e Reforma Agrária).

Ou seja, o autarquia federal resolveu cancelar o projeto, criado há 9 anos e com área de quase 30 mil hectares, com capacidade de 150 unidades agrícolas.

Hoje (24) foi publicada a portaria de cancelamento do Água Azul.

(mais…)

Punido pelo TCE, tucano terá que devolver 100 mil

Ademar Baú

Ademar Baú, ex-prefeito tucano do município de Trairão.

Por irregularidades na prestação de contas de um convênio firmado em 2000 entre a Prefeitura de Trairão e a pasta estadual de Saúde (Sespa), o ex-prefeito trairense foi condenado pelo TCE (Tribunal de Contas do Estado) a devolver aos cofres públicos quase R$ 100 mil.

Neste total, estão incluídas duas multas – R$ 5 mil e R$ 400.

O montante sem as multas chega é de exatos R$ 86.127,53.

Ademar Baú é filiado ao PSDB.

Na eleição do ano passado, foi derrotado nas urnas pelo atual prefeito de Trairão, Danilo Miranda (PMDB).

Leia também:
Falecido, ex-prefeito é convocado pelo TCM.

Prefeito de Uruará eleito presidente da Amut

Novo prefeito de Uruará, o pedetista Banha (Everton Moreira) foi eleito, por aclamação na manhã de hoje (26), presidente da Amut (Associação dos Municípios das Rodovias Transamazônica, Santarém-Cuiabá e Oeste do Pará).

Ele herda o cargo do ex-prefeito Aparecido (Rurópolis).

O vice-presidente da entidade agora é Danilo Miranda (Trairão).

Leia também:
Fora de foco.

3 médicos vão custar R$ 1,5 milhão ao Trairão

A contratação de apenas 3 médicos pela Prefeitura de Trairão vai custar aos cofres públicos do município, no decorrer de 2013, quase R$ 1,5 milhão.

Os contratados pelo prefeito Danilo Miranda (PMDB) são:

Valdir Simon (cirurgião geral): R$ 377.056,32/ano

Alberto Junio (clínico geral): R$ 412.611,96/ano

Myrian Patino Cuba (médica auditora): R$ 341.500,80

Em média, cada um receberá cerca de R$ 30 mil por mês.

Leia também:
Prefeitura coloca ações da Celpa à venda.
Prefeito altera capital social para licitação.

Trairão em dívida

A delegacia da Receita Federal do Brasil (RFB) em Santarém errou e, ato contínuo, corrigiu o erro.

Em outra palavras: a Prefeitura de Trairão conseguiu certidão positiva para efeito de débitos previdenciários junto à RBF, mas se descobriu depois que ela ainda possui dívida pendente.

Diante disso, Trairão teve a sua certidão positiva cancelada.

Leia também:
Menos torpedos para a ex-prefeita.

TSE mantém inelegibilidade de vereador do PSD

O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) manteve a decisão do TRE (Tribunal Regional Eleitoral) do Pará que cassou o registro do candidato à reeleição do vereador e ex-presidente da Câmara Municipal de Trairão Gilmar Baú (PSD), conhecido como Brizola, por inelegibilidade.

O acórdão, assinado pelo ministro Arnaldo Versiani foi publicado na terça-feira (30).

Baú foi impedido de se candidatar à reeleição porque teve contas reprovadas pelo TCM (Tribunal de Contas dos Municípios) de sua gestão como nº 1 do Legislativo trairense. Ele pagou subsídio aos seus pares acima do valor ficado em lei.

Leia também:
PSOL deve punir prefeito eleito de Macapá.

Trairão volta a falar pelo celular

Restabelecido, hoje de manhã (14), o sinal da telefonia celular (leia-se Vivo) no município de Trairão.

Leia também:
Vivo dá explicações sobre telefonia no Trairão.
Isolamento do Trairão.

Vivo dá explicações sobre telefonia no Trairão

Da Telefônica/Vivo, sobre o post Isolamento do Trairão:

A Vivo informa que, desde às 17h30 de terça-feira, dia 11, clientes da empresa em Trairão (área 93), no Pará, podem estar encontrando dificuldades na utilização dos serviços de voz e dados devido a uma falha no meio de transmissão alugado de terceiros.

Equipes técnicas já atuam para normalização da situação no menor prazo possível. A Vivo manterá seus usuários devidamente informados sobre o pleno restabelecimento dos serviços a partir dos reparos realizados pela empresa terceira.

Isolamento do Trairão

Desde segunda-feira (17), o município de Trairão, às margens da BR-163 (Santarém-Cuiabá), está isolado.

Ninguém que ali reside consegue falar ao celular.

A Vivo, a única que opera naquela área, não consegue solucionar o problema.

A chiadeira contra e empresa é ampla, geral e irrestrita.

Leia também:
Nota Fiscal Cidadã só vale em 6 cidades.

Página 1 de 212
css.php