Justiça revoga cautelar, e réu da Bincagem Fantasma pode voltar a trabalhar no Detran
Rosinaldo Santos teve a sua cautelar parcialmente revogada

Um dos réus da operação Bincagem Fantasma, deflagrada em Santarém, oeste do Pará, em 2018, está liberado pela Justiça para retornar ao trabalho. A decisão foi proferida nesta segunda-feira (12) pelo juiz Alexandre Rizzi.

Servidor concursado do Detran (Departamento Estadual de Trânsito)/Pará, Rosinaldo Ferreira dos Santos, o Naldo, solicitou e o magistrado acatou a revogação parcial da cautelar diversa de prisão que o acusado cumpria desde dezembro do ano passado.

 

“Não vislumbro óbice no deferimento do pleito, motivo pelo qual revogo a cautelar para permitir o retorno do réu às atividades laborais junto ao Detran, ficando, porém, condicionado ao aceite do referido órgão”, frisou Rizzi, da 1ª Vara Criminal de Santarém, onde o caso tramita.

Há 7 meses, Miguel Ângelo Pereira da Costa também foi beneficiado com idêntica decisão do juiz.

A operação Bincagem Fantasma foi deflagrada em junho de 2018, quando 18 pessoas foram presas, entre servidores e prestadores de serviços da Regional do Detran em Santarém, acusados de diversos crimes de corrupção.

 

Na época, Rosinaldo Santos, do Setor de Examinadores do orgão, foi apontado pela polícia como o “carro chefe das ações criminosas”.

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

Um comentário em: Justiça revoga cautelar, e réu da Bincagem Fantasma pode voltar a trabalhar no Detran

  • Se fosse em uma empresa privada, seria demissão por justa causa, e teria que vender até as cuecas para devolver o valor subtraído indevidamente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *