A participação em cota de 50% de Jader Barbalho (PMDB – foto) na empresa Rádio e TV Tapajós Ltda não aparece entre os 21 bens declarados pelo parlamentar à Justiça Eleitoral em 2010, quando foi candidato ao Senado.

Ao todo, a declaração contabiliza que o peemedebista tem bens avaliados em R$ 4,5 milhões, entre os quais cota de participação na RBA (Rede Brasil Amazônia), afiliada da Rede Bandeirantes em Belém, da Rádio Clube do Pará (Belém), do Sistema Norte de Comunicação e da Belém Rádio Difusão – todas elas ligadas ao setor midiático.

Não há qualquer referência na declaraçã de bens do ex-deputado federal paraense de sua cota no STC.

Não consta também o nome de Jader como sócio na certidão emitida no último dia 1º em Santarém na Jucepa (Junta Comercial do Estado do Pará) da empresa Rádio e TV Tapajós Ltda.

O blog teve acesso a esse documento.

Os únicos sócios nessa certidão que aparecem são Joaquim Pereira, com cota de 99%, e Vera Pereira, sua esposa, com 1% da sociedade.

Leia também:
Dutra analisa interesse de Jader pela Globo.
Jader pagou R$ 28 mil por rádio e TV.
Emissora pode perder o sinal da TV Globo.
Jader se diz sócio de afiliada da Globo.
Luzes na disputa da afiliada da Globo.

  • 10
    Shares

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

18 Comentários em: TV Tapajós não consta na declaração de Jader

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Telma Amazonas disse:

    Amigos,

    É fácil de entender tudo, agora que o homem de chifre e tridente na mão foi banido pelo ficha limpa, ele não tem mais nada a perder mesmo, agora vai escancarar e colocar as claras que é dono de grande parte da Região Norte.

    Esperem que já saberemos o que mais a figura comprou, nós sabemos e não somos ingenduos, que essses anaos todos na política, ele saiu comprando tudo, estava na guarda dos laranjas. E neste caso, também, estava no cofre dele, a sua grande arma contra outra fortaleza, os Maioranas.

    Agora, advinhem de onde veio o dinheiro……?

    Telma

  • Pedro Maia disse:

    Caro Jeso,

    Parece que nossa cidade tem fobia por pilantra, já não basta o Lira Maia, eis que agora aparece essa figura nefasta, mas também pudera, convenhamos, tem muito conterrâneo nosso que se acha, e se arrepia só em ouvir o nome da capital do Estado. Bem feito. Bairrismo não leva a nada.

    Abs

    1. PAULO disse:

      BOM , ESTA E A REALIDADE DE NOSSA CIDADE LINDA Q UM DIA SONHA EM SER CAPITAL ..
      MONOPOLIO EM TUDO ………..
      UM DIA A CASA CAI !!

  • Sra. Esperteza disse:

    A Vânia Maia além de ser “competente” trabalhadora..é uma “competente” mentirosa
    Querendo enganar os próprios irmão..tendo uma irmã assim ninguém precisa de inimigo.

    1. PAULO disse:

      BOM JA NÃO TEMOS NADA .. EM NOSSA CIDADE .. 02- EMISSORAS DE RADIO E TUDO E UM GRANDE MONOPOLIO … FALA SERIO QUERO VER TUDO ISSO EM CASA . COM A PIPOCA NA MÃO !!

  • Anônimo disse:

    Esse tal de Luziel Guedes apresentou-se em Santarém como advogado do Jader? Ele não é o titular do Cartório do 1º Ofício do Registro das Pessoas Naturais de Belém e presidente da ANOREG/PA – Associação dos Notários e Registradores do Pará? O Estatuto da OAB não diz que os notários e registradores não podem de jeito nenhum exercer a advocacia?

    Pelo menos é o que se vê no Estatuto da Ordem:

    “Art. 27. A incompatibilidade determina a proibição total (…) do exercício da advocacia.

    Art. 28. A advocacia é incompatível, mesmo em causa própria, com as seguintes atividades:

    IV – ocupantes de cargos ou funções vinculados direta ou indiretamente a qualquer órgão do Poder Judiciário e os que exercem serviços notariais e de registro.”

    Pelo visto, nesse pau tem mel…

  • Bobão disse:

    Já vi que o bobo aqui não é eu. Tu não conhece contrato de gaveta não Jeso? isso já tem jurisprudência seu bobo. Nessa discursão toda, ainda não tocaram no nome da pessoa chave dessa negociata. Vou ficar rindo de longe e ver o circo pegar fogo.

  • miguel carneiro disse:

    Jeso, Esta provado a perseguição que a TV tapajós eo Rota 25 estão fazendo com as secretarias do PMDB em Santarém no governo da Maria. Enquanto isso Jader bota o dedo na toda poderosa TV tapajós!!!! verdade ou mentira?????????????

  • Fim do Tunel disse:

    Será que a não colocação desse patrimonio na relação de bens para a Justiça Eleitoral, quando da candidatura ao Senado não constitui-se Crime Eleitoral? VAI FUNDO MARINOR.

  • mamulengo disse:

    Briga de cachorro Grande

  • Anônimo disse:

    Aqui ele vai pegar uma pedreira…

  • Zequinha Willians Gates XXX disse:

    Em uma conversa com tio Bill ontem, ele me informou que o Jader é apenas um testa de ferro dele na sociedade da TV Tapajós.

    Pelo que soube a intenção dele é levar o Donaldo Pereira para relações públicas da Microsoft e o Nilvado deve ser CEO da Microsoft. Ele me disse que vem analisando a muito tempo as carreiras de sucesso dos irmãos Pereira.

    Para o Joaquim Cardoso, deve ser criada uma empresa chamada Defecating Corporation, para distribuição de gás e outros combustíveis. O primeiro centro de distribuição deve ser em Marte.

    Também sera criada um fundação filantrópica chamada The Three Little Pigs, que será gerida pelos três irmãos Pereira, reconhecidos genios empresariais da região.

    1. Barão do Arapiuns disse:

      Tá esquecendo a Vânia, que faliu o Depósito Mimi, depois Tapoã, junto com seu marido muito ‘trabalhador’ e a Verinha que faliu o Baratão, caro Zequinha.

  • Anônimo disse:

    Meu amigo Jeso Carneiro,
    Estranhamente, os grandes jornais de Belém não repercutiram em suas edições deste fim de semana o caso Jader/TV Tapajós. Será que o Rominho Maiorana concorda que o Jader se torne um global? E o Diário do Pará, do Jader, por que fica calado? Tem maracutaia da grossa nessa jogada entre a Vânia e o Barbalho, mano. Reconhecimento de assinatura de gente morta pra mim é um absurdo. Lembra-te que o Luiziel é dono de cartório, é pessoa envolvente e muito trapalhão, por isso consegue influenciar os seus colegas cartorários de fazer o que e como ele quer. Nivaldo, Quinzinho, Donaldo, Verinha, Joaquim, fiquem de olho, não se deixem enganar pela Vânia.

  • Milton V. Carvalho disse:

    Jeso,
    Queres pegar a mentira, a farsa do Jader e da Vânia? Então, procura saber e nos informa por quanto o Paulo Correa vendeu a parte dele – 50% – na TV Tapajós para o Joaquim. Será que foi por menos de R$ 28 mil. A Vânia, com certeza, está em parceria com o Jader e o Luiziel para deixar os irmãos de fora da partilha das ações da TV. Outra coisa, se a Globo tirar a concessão, a TV Tapajós valerá uma merreca. Não achas?

  • asleinuprestam disse:

    E briga de gente grande.de um lado Vania maia pura conpetencia, consegui adiministrar com mao de ferro o STC e outros bens da familia.De outro um politico que esta entre os mais corrupto do mundo uma raposa com sede de poder,envolvido com todo tipo de sujeira e que pra santarem de nada contribuiu. Santarem nao mereçe esse tipo gente. fora larapio

  • Luiz M, Soares disse:

    Jeso,
    Este Jader Barbalho é um especialista em ludibriar herdeiros de gente endinheirada. Senão, vejamos: quando o empresário Jair Bernardino (cap do grupo Belauto) faleceu, a TV RBA estava prestes a ser inaugurada com instalações maravilhosas e equipamentos da melhor qualidade, na avenida Almirante Barroso. Quando os herdeiros iniciaram o inventário para partilha dos bens entre eles, o Jader apresentou um documento comprovando (?) que ele havia comprado a RBA todinha do falecido. E assim, conseguiu ficar com o belo patrimônio, sem provar como conseguiu tanto dinheiro para adquiri-lo. Agora, com a TV Tapajós repetiu-se a artimanha e certamente conseguirá o seu intento, isto é, enrolar os herdeiros do Joaquim da Costa Pereira que, quando estava vivo e era indagado, negava, ficava furioso quando lhe perguntavam se o Jader era seu sócio, dono de uma parcela de ações da TV Tapajós. Outra coisa: R$ 28 mil era, em 2001, o preço de um bom automovel que o Joaquim vendia aos montes. Mas, o Jader afirma que comprou 50% das ações por este valor. É um artista, e vai representar o povo do Pará no senado Federal.