Garis em Juruti estão há 5 meses sem receber salário; prefeitura nega atraso
Vista aérea da Vila Muirapinima, em Juruti: garis com salários atrasados há quase 5 meses. Imagem: Reprodução

Garis responsáveis pela limpeza pública da Vila de Muirapinima, no distrito de Juruti Velho, em Juruti, oeste do Pará, denunciam que estão prestes a completar 5 meses sem receber salários da gestão da prefeita Lucídia Batista (MDB).

O atraso teria sido, inclusive, reconhecido por Alain Martins Pereira, subprefeito de Juruti Velho, nomeado pelo atual governo municipal. Ele recebe R$ 3.750,00 e está com o salário em dia.

— LEIA AINDA: Engenheiro civil de Juruti assume comando estadual interino da Cosanpa

No total, são 11 garis a serviço da prefeitura na Vila Muirapinima.

“Se a prefeita quer nos dispensar, que pelo menos nos pague os salários atrasados, para que possamos honrar nossas dívidas nos comércios da vila”, disse um deles, em off (sem ser identificado), por temer represálias.

“São exatos 4 meses, quase 5 sem sermos pagos”, completou.

Os serviços de coleta de lixo estão parados na vila, segundo os denunciantes.

Procurada, a assessoria da prefeita Lucídia Batista disse ao portal BJ (Blog do Jeso) que a denúncia não procede. Salientou, inclusive, que há poucos dias o município adiantou o pagamento de 50% do 13º salário do todos os seus servidores. Assim como já efetuou o pagamento do mês de julho.

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

3 Comentários em: Garis em Juruti estão há 5 meses sem receber salário; prefeitura nega atraso

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Jader farias da Silva disse:

    Esses servidores não estão na folha de pagamento .

  • Jader farias da Silva disse:

    Eles mandaram o pessoal trabalhar sem contrato assinado com o município agora não conseguiram fazer o pagamento de forma legal, essa é só uma de centenas de irregularidades que existe nesse desgoverno.

  • Jader farias disse:

    Eles mandaram o pessoal trabalhar sem contrato assinado com o município agora não conseguiram fazer o pagamento de forma legal, essa é só uma de centenas de irregularidades que existe nesse desgoverno.