Usina: prefeito agride repórter após Câmara aprovar processo de cassação por fraude

Publicado em por em Oriximiná, Política

Usina: prefeito agride repórter após Câmara aprovar processo de cassação por fraude
Tumulto, agressão e vaias em frente à Câmara de Vereadores após a sessão de hoje. Foto: Redes sociais

O prefeito de Oriximiná (PA), William Fonseca (PRTB), agrediu um repórter da cidade logo após a Câmara de Vereadores ter aprovado abertura de processo de cassação dele por supostas fraudes na compra milionária da usina de produção de oxigênio, em janeiro de 2021.

A aprovação ocorreu na manhã desta quarta-feira (1º), em sessão tumultuada, na qual Willian Fonseca se fez presente, acirrando ainda mais os ânimos de parlamentares e populares presentes.

Após deixar o prédio da Câmara, o mandatário saiu às ruas sob vaias, cercado de apoiadores. Empurrou um homem com violência e partiu para agredir o jornalista Waldiney Ferreira, da rádio Sucesso FM.

Cenas em que o prefeito Willian Fonseca parte para cima do jornalista Waldiney Ferreira

A denúncia que resultou na abertura do novo processo de cassação de Fonseca foi aprovada por maioria qualificada de 2/3 da Casa – 10 votos a 5. É o segundo processo desse tipo que a Câmara aprova contra o prefeito desde que ele assumiu o cargo em janeiro de 2020.

O primeiro, aprovado em outubro de 2021, resultou na cassação e inelegibilidade por 8 anos do delegado de polícia licenciado. A decisão da Câmara foi judicializada e, com sentença de 1º grau pró-Fonseca, encontra-se atualmente no TJPA (Tribunal de Justiça do Pará).

A saída tumultuada do prefeito da Câmara de Vereadores

Aguarde mais informações.

  • JC também está no Telegram. Siga-nos e leia notícias, veja vídeos e muito mais.


Publicado por:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.