-1
Sem vagas em UTI no Pará, prefeito de Terra Santa é levado a Manaus para tratar covid-19
Doca (ao centro) ao lado de lideranças políticas que o apoiam à reeleição. Foto: arquivo BJ

Um outro prefeito no Pará foi transferido para Manaus (AM) neste sábado (3) em busca de tratamento contra a infecção viral da covid-19 por falta de leitos em UTI’s em Santarém, oeste do estado.

Está neste momento em curso, na cidade de Terra Santa, a remoção aérea do prefeito Doca Albuquerque (PSD) para a capital amazonense.

Há cerca de 10 dias, também por falta de vagas em UTIs no Hospital Regional do Baixo Amazonas (HRBA), o prefeito Henrique Costa (PT), de Juruti, fez o mesmo trajeto. O petista já retornou, recuperado da doença, e reassumiu o cargo.

 

Em comunicado à população nesta manhã, a Prefeitura de Terra Santa disse que o prefeito sente os sintomas do novo coronavírus “há 3 dias” e que não haveria em Santarém “disponibilidade de leitos e respiradores” para submetê-lo a tratamento.

“O quadro clínico do prefeito Doca Albuquerque se apresenta estável, no momento, contudo a orientação médica é que ele seja transferido para um centro médico onde haja recursos médicos disponíveis para o tratamento da doença”, informa a nota.

De acordo com boletim epidemiológico do 9º Centro Regional de Saúde/Sespa (Secretaria de Estado de Saúde Pública), Terra Santa registrou até nesta sexta-feira (29) 30 casos de infectados pela covid-19. Dentre eles, 1 óbito.

Letalidade da covid-19

A taxa de letalidade do município – número de óbitos em relação aos casos confirmados – é uma das mais baixas da região: 3,3%, contra 11,8% em Belterra, que está na liderança.

Ainda segundo a Sespa, o número de infectados em todo o estado chegou a 37.296 casos e 2.900 mortes desde o início da pandemia.

A percentual de recuperados é de 68%.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *