Delegado critica cobertura dada pelo blog à doença de sua esposa, Edinaldo Sousa

Delegado Edinaldo Sousa, esposo de Márcia Rabelo

O delegado Edinaldo Sousa, da Polícia Civil do Pará em Santarém, criticou a cobertura dada pelo Blog do Jeso à doença de sua esposa, a também delegada Márcia Rabelo, transferida ontem, 3, para Belém por conta de um quadro grave de ebolia pulmonar.

O blog foi quem noticiou o caso em primeira mão.

Sem citar nomes, na sua página pessoal no Facebook, o delegado classificou as notícias aqui veiculadas de “irresponsáveis” e “descompromissadas com a verdade dos fatos”.

Não enumerou, no entanto, as supostas inverdades.

Tachou ainda o blogueiro de “imbecil” por divulgar “algo tão pernicioso em relação à saúde da minha esposa”.

“Um afronta a privacidade da paciente e dos familiares”, escreveu.

Para o delegado, a motivação de blogueiros “fuxiqueiros” e “urubus” ao dar publicidade ao “algo íntimo e pessoal” seria para “adquirir curtidas ou seguidores”.

Abaixo, a íntegra do desabafo de Edinaldo Sousa e o contraponto do editor do blog:

“Boa tarde amigos, em primeiro lugar quero aqui agradecer as correntes de orações em favor da minha esposa Marcia Delegada.

Em segundo lugar, quero aqui externar minha indignação, dividida com os demais familiares, em relação a publicações irresponsáveis e descomprometidas com a veracidade dos fatos a respeito da saúde da minha esposa.

Quero dizer que nesse momento o que mais importa é o restabelecimento da saúde dela, e depois providenciaremos as medidas cabíveis em relação a tais publicações.

Afirmo que em momento algum eu ou outro familiar foi procurado por qualquer blogueiro para saber do quadro clínico dela, e de forma covarde, desrespeitosa e em afronta a privacidade da paciente e dos familiares, um imbecil (ou imbecis), desculpem o adjetivo, acharam que podiam divulgar algo tão pernicioso em relação a saúde da minha esposa.

Apesar dela ser uma pessoa pública, a saúde dela é algo íntimo e pessoal e só interessa a família e aos amigos a quem divulgamos em off a situação dela, tornar algo assim massificado é uma atitude no mínimo inconsequente, pois ela tem mãe, esposo, filhos, irmãos, sobrinhos e sobrinhas, os quais merecem respeito, consideração e privacidade nesse momento.

Para tranquilizar todos, afirmo que ela está bem, consciente e conversando normalmente, e que a UTI é necessária para que não haja riscos por ocasião do tratamento que ela está sendo submetida.

Por isso peço aos amigos que não compartilhem ou curtam essas publicações nefastas feitas por fuxiqueiros, urubus e outros adjetivos que não vou ousar pubicar [sic], pois não quem aproveita da saúde dos outros para adquirir curtidas ou seguidores, não é digno de respeito ou qualquer honraria.”

— – – – – – – – – – – – –

Nota do editor:
Márcia Rabelo não é uma pessoa qualquer. É pública em grau 2: além de ser delegada, cargo de elevada visibilidade social, é mulher com ativa participação política em Santarém, inclusive tendo sido candidata a vereadora. Pessoas públicas, entende o blog, não têm vida privada. Ao veicular informações objetivas, checadas e apuradas junto a médicos, amigos, policiais – sem qualquer contestação quanto à veracidade – sobre o estado de saúde da delegada, o blog presta um serviço público para todos os não familiares dela – eleitores, eleitoras, admiradores e similares. E não enxerga nesse ato qualquer desrespeito. Entende o despropositado comentário acima, como uma reação natural de um esposo sob forte pressão emocional. Por isso, a cobertura sobre o caso continuará, sempre objetiva e serena.

  • 8
    Shares

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

13 Comentários em: Delegado de polícia critica cobertura dada pelo blog à doença de sua esposa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Adilson Araújo disse:

    Percebo que o “delegado” é quem buscou curtidas e compartilhamentos.
    Obrigado pelas informações sobre o estado de saúde da delegada, Jeso.

  • Adilson Araújo disse:

    Percebo que o “delegado” é quem buscou curtidas e compartilhamentos.
    Obrigado pelas informações sobre o estado de saúde da delegada, Jeso!
    Adilson Araújo

  • Engrácia Loureiro disse:

    Essa de perniciosa eu não entendi , desrespeito ? Onde ? Nada demais noticiar ,que a delegada restabeleça sua saúde

  • Valdir Fontes disse:

    Tomei conhecimento do problema de saúde da Dra. Márcia Rabelo através do Blog do Jeso. A partir daí a coloquei em minhas orações para que Jesus devolva a sua saúde. Obrigado pela informação prestada Jeso!

    1. Jeso Carneiro disse:

      Obrigado pelas orações, Valdir! A delegada Márcia precisa de nossa torcida!

  • Anonimo disse:

    Quando eu me sinto um fracassado lembro que existem blogueiros

  • NEL FERNANDES disse:

    Poxa vida sera que serei chamada de Urubu e fuxiqueira divulgar no meu programa? A Delegada Márcia é uma referência de Mulher. Nossa delegada querida! A divulgação serviu para que todos orem por ela e mandem energias positivas a ela. Creio que Deus está curando nossa amiga. Fiquei sabendo pelo Blog. Obrigada Mas jeso

  • Luiz disse:

    Agora blogueiro é Urubu e Fuxiqueiro, até entendo o desabafo, porém não nessa linha.

  • Observador disse:

    O Sr. Delegado deve está em grande conflito de sentimentos. Até se entende, dado o momento. Mas fez tempestade em copo d’água. Sua matéria, Jeso, está dentro dos bons padrões do jornalismo, noticiando fatos de interesse social e sem distorções.

  • Neto disse:

    Todos têm direito a resguardar sua vida privada. Ser a gente público, politico não impede de ter sua intimidade resguardada. A publicidade deve ser em função da cargo público e jamais da vida pessoal.

  • Maria disse:

    Muito bem Jeso. Parabéns pela cobertura em primeira mão e pelo contraponto esclarecedor aos seus fiéis eleitores

    1. Anônimo disse:

      Maria, é interessante como em uma sociedade massificada como a brasileira um indivíduo sem noção de limites adquire “fiéis eleitores” com uma cobertura “em primeira mão”. Assim, indubitavelmente, essa mão se mostra a primeira a dar tapas na cara de quem está fragilizado (não só a vítima, como também sua família, seus amigos e conhecidos), o que aumenta ainda mais o peso a ser suportado e o sofrimento destes. É preciso pensar profundamente nas consequências de postagens e compartilhamentos a fim de que a situação não se torne pior para os afetados, visto que cada um tem o direito (concedido por lei e pelo próprio bom senso) de privacidade.
      O respeito deve ser zelado continuamente, sem justificativas supérfluas características do Período Medieval como “a vida de uma figura pública está predestinada a ser exposta, independente das circunstâncias e consequências”. Esse discurso essencialmente sensacionalista de inescrupulosos revela a urgente necessidade de mudança.

      1. Jeso Carneiro disse:

        Medieval é uma narrativa dessa totalmente desconectada com a realidade midiática da atualidade. É sombria e meia boca, pois não houve qualquer desrespeito à figura pública da delegada Márcia Rabelo. Muito menos sensacionalismo.