Operação do Ministério Público em Faro mira fraude em licitações; processo sob sigilo
Secretaria de Saúde de Faro, alvo da operação de hoje do MPPA. Foto: Blog do Jeso

O Ministério Público do Pará (MPPA) cumpriu nesta quinta-feira (15) uma operação com mandado de busca e apreensão em vários setores da Prefeitura de Faro, no oeste do Pará.

O Blog do Jeso divulgou em primeira mão, ainda nas primeiras horas da manhã, o caso.

 

As repartições públicas alvos da operação são suspeitas de envolvimento em fraude a licitações, dano ao erário e enriquecimento ilícito por meio de empresas fantasmas.

Integrantes do Gaeco (Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado) e do GSI (Grupo de Atuação Especial de Inteligência e Segurança Institucional), ambos vinculados ao MPPA, participaram das ações.

Os documentos apreendidos ficarão à disposição da Promotoria de Justiça de Faro para análise.


Integrantes da operação carregam documentos


O mandado foi emitido a pedido do promotor de justiça Osvaldino Lima de Sousa, e deferido pelo juiz da comarca, Flávio Oliveira Lauande.

“Informações mais específicas sobre os investigados e o objeto da operação estão sob sigilo a fim de resguardar o sucesso das investigações e de modo a não influenciar o pleito eleitoral”, revelou o MPPA em nota ao Blog do Jeso.

LEIA mais sobre esse caso nos links abaixo:

Secretário some e Ministério Público arromba porta da Secretaria de Saúde em Faro; vídeo

Ministério Público amanhece na Prefeitura de Faro; veja vídeo e fotos

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

Um comentário em: Operação do Ministério Público em Faro mira fraude em licitações; processo sob sigilo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Everaldo Vidal Pinto disse:

    Vamos ver as farras das licitações, L.O e Cia. Agora sim, parabéns ao MPPA, a justiça fazendo justiça.