Deputado do Pará perde a presidência do PP por não votar a favor do impeachmentBeto Salame, o 2º a esquerda, quando assumiu em Brasília a presidência do PP no Pará

Menos de 24 horas após o fim da votação da Câmara que aprovou a abertura do processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff, o PP começou a punir os parlamentares que se posicionaram contra a orientação do partido de votar pelo afastamento da petista. A informação é do site Brasil247.

A degola começou pelo Pará, onde o deputado federal Beto Salame foi defenestrado da presidência estadual da legenda.

Leia também – O voto sim destoante do barbalhismo cravado pelo deputado Priante.

Beto Salame filou-se ao PP recentemente, oriundo do PROS. [Na votação de ontem, ele optou pela abstenção].

Ele havia assumido a presidência estadual do PP em março. O presidente nacional da legenda, senador Ciro Nogueira (PI), diz que o deputado já havia sido alertado que o partido havia fechado questão em torno do assunto e que ele poderia ser punido caso fosse de encontro à decisão partidária.

Ao todo, 4 deputados dos 45 deputados do PP votaram contra o impeachment. Outros três parlamentares se abstiveram.

Dois deputados que votaram com o governo são da Bahia e alegaram questões de alianças locais para ficarem contra a orientação partidária (Roberto Brittoo e Ronaldo Carletto). Dos que se abstiveram, Cacá Leão e Mário Negromonte Júnior, também são baianos.

A questão da Bahia é considerada delicada para o PP, uma vez que o é aliado do PT no Estado e tem a vice-governadoria.

A bancada pró-impeachment também cobra a expulsão do deputado Macedo (CE), que também votou contra o impeachment. Na semana passada, o partido já havia destituído o 1º vice-presidente da Câmara, deputado Waldir Maranhão, da presidência estadual do partido no Maranhão por ele ter anunciado seu apoio contra o impeachment.

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

2 Comentários em: Deputado paraense perde o PP por não votar a favor do impeachment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *