A maldição do impeachment. Quem será o próximo?

Coluna Painel, da Folha de S. Paulo, hoje, 24:

Depois das quedas de [Romero] Jucá e Eduardo Cunha, políticos falam em “maldição do impeachment”.

“Eles derrubaram Dilma e estão caindo um a um”, brinca um cacique, que completa:

“Quem será o próximo?”

Leia também – Juiz dá voz de prisão a falso advogado dentro do fórum de Santarém.

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

7 Comentários em: A maldição do impeachment. Quem será o próximo?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • FRANCISCO DAS CHAGAS SILVA disse:

    TODO POLÍTICO É BANDIDO, É FATO…

  • suely fernandes disse:

    O próximo será TEMER!!!!

  • Cleo Meireles disse:

    Colocaram lá um bando de raposas velhas para tomar conta do galinheiro. A casa está caindo.

  • Jonas disse:

    A próxima operação é a 31, contrária ao PT e ao 13.

  • MARIA disse:

    FALTA CAI OS PTRALHAS DO INCRA DE SANTARÉM, QUE DESVIARAM BILHÕES DE CRÉDITO DA REFORMA AGRÁRIA PARA CAMPANHAS PETISTAS DE 2006 – 2008 – 2010, E SEGUNDO INFORMAÇÕES ENGANANDO ASSOCIAÇÕES PARA PEGAR ASSINATURAS PARA JUSTIFICAR OS EMPENHOS FRAUDULENTOS…

  • Manuel disse:

    Os próximos a caírem se o STF não se acovardar, serão todos aqueles figurões citados na trama do Romero Jucá, entre eles: Temer, Aécio Pinóquio, Renan, Jader, Sarney, Taso, Lobão, Ronaldo Cagado………….Aliás que 50% dos deputados federais e 50% dos Senadores no mínimo, são investigados ou já são processados por algum crime, se a Justiça quiser realmente fazer uma “limpeza” no Congresso e no Senado a hora é agora de mandar todos esses Câncer Maligno para os presídios de segurança máxima, porque são nocivos à sociedade.

  • Danillo Saches disse:

    Maldição? kkkkkkkk! Certo que não, trata-se apenas da continuidade das investigações da operação laja-jato. O atual governo é constitucionalmente legitimo, mas se agir com a arrogância do anterior em pensar que maior e mais poderoso que as outras instituições democráticas, certamente também vai cair…