Pegou 3 anos e 4 meses de prisão, em regime aberto, o lavrador Divaldo Oliveira, 47 anos, que matou o irmão (crime de fraticídio) em 2003 na comunidade Boa Esperança (Ituqui), em Santarém.

O julgamento do réu foi realizado hoje (6), sob a presidência do juiz Gérson Marra Gomes, da 10ª Vara Penal.

Leia também:
Acusado de fatricídio no banco dos réus.

Os jurados acataram a tese do defensor público Francisco José Vieira que desclassificou o crime de homicídio qualificado para lesão corporal seguida de morte do réu.

– Quando vi meu irmão com minha mulher no mato, perdi a cabeça e fui pra cima aplicando a facada – Divaldo, que se disse arrependido pelo que fez.

Com informações da 10ª Vara Penal/Jota Ninos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *