Esquerda faz alerta sobre casos de covid-1 em Santarém,  e propõe ações ao governo Nélio
UPA 24h em Santarém: a esquerda pede mais infectologistas para trabalhar nesta unidade de saúde, agora exclusiva para atendimento de casos de covid-19. Foto: Arquivo BJ

Em nota enviada ao Blog do Jeso, nesta segunda-feira (18), partidos e lideranças da esquerda em Santarém (PA) alertam à população sobre o aumento de casos de covid-19 no município.

No documento, eles asseguram: “A pandemia não apenas continua como está em aceleração”.

 

A esquerda propõe, entre outras medidas, a contratação imediata de médicos infectologistas para atuação na UPA 24h.

Leia a íntegra:

NOTA DE ALERTA A POPULAÇÃO SANTARENA

Esta nota tem por objetivo alertar a população de Santarém sobre o aumento do número de casos de Covid-19 em nosso município, desde o mês de novembro de 2020.

E ainda sobre a elevação na taxa de internações na UPA 24 horas, no Hospital Regional do Baixo Amazonas e em outros hospitais da cidade.

A pandemia não apenas continua como está em aceleração. E se a necessidade de atendimento continuar neste ritmo, em pouco tempo os hospitais não terão mais leitos disponíveis.

A Amazônia vive, de forma cruel, os impactos da pandemia, como está se vendo na tragédia de Manaus. E a tendência é que essa tragédia se alastre por outros estados.

→ LEIA também: Nélio vai voltar com toque de recolher, fechar praias, academias e reduzir horário do comércio

O Pará, vizinho do Amazonas, tendo na região do Baixo Amazonas uma forte influência manauara, pode ser a bola da vez. Reconhecemos que os decretos vigentes dos governos estadual e municipal são necessários na atual conjuntura, e que é importante o cumprimento das medidas neles determinadas.

A situação neste momento em Santarém é a seguinte: as pessoas com sintomas gripais e de covid, casos leves, devem procurar a Unidade de Saúde Descentralizada (Escola Municipal Paulo Freire). A UPA 24 horas está recebendo pessoas com sintomas leves ou moderados da Covid-19. Os pacientes com dificuldades respiratórias poderão ser internados. Foram disponibilizados mais 18 leitos, somando 53 leitos.

O Hospital Municipal de Santarém está recebendo pacientes que não estão em tratamento para covid. Para os casos mais graves de covid atendidos na UPA 24 horas, é solicitado a transferência para um Hospital de alta complexidade, com Unidade de Terapia Intensiva.

Santarém é cidade polo na região do Baixo Amazonas e precisa ter capacidade para atendimento hospitalar, inclusive de Unidade de Terapia Intensiva.

Para que não seja necessário a transferência de pacientes para outras cidades, seja a capital do estado ou outro município, à procura de vaga, de leito, propomos que o Governo Municipal estude:

 

1. A necessidade de implantar mais uma Unidade de Saúde descentralizada para o atendimento de pacientes com sintomas gripais e casos leves de Covid, particularmente pessoas da zona rural (de Comunidades do planalto e áreas ribeirinhas);

2. Viagens de saúde do barco Abaré devem ser retomadas, incluindo profissionais e protocolos de combate à Covid;

3. Ampliar o atendimento na UPA 24 horas com a instalação de sua capacidade máxima possível de leitos para internação, casos moderados e graves de Covid-19;

4. A contratação imediata de médicos infectologistas para atuação na UPA;

5. Reabrir o HOSPITAL DE CAMPANHA, após o pagamento dos profissionais que ainda estão sem receber.

6. Ampliar para 45 (quarenta e cinco) o número leitos de UTI do Hospital Regional do Baixo Amazonas, retomando a sua mesma capacidade de quando a pandemia em 2020;

7. Interromper as obras no Hospital Municipal de Santarém para ampliar a sua capacidade de atendimento de pacientes não Covid;

8. Ampliação do Comitê de Crise por representações da sociedade civil como: Projeto Saúde e Alegria ( PSA ), Sindicato dos Médicos do Estado do Pará ( SINDMEPA ), Sindicato dos Enfermeiros do Pará ( SENPA ), Sindicato dos Trabalhadores em Saúde Pública do Estado do Pará (SINTESP), Sindicato dos Trabalhadores em Saúde do Pará (SindSaúde), além de outras entidade.

Nossos sentimentos e solidariedade às famílias que enfrentam a dor de ter perdido seus entes queridos para esse vírus que assola o mundo. Infelizmente, porém, ainda corremos o risco de que o esgotamento da capacidade de atendimento e a falta de leitos ocasione um maior número de óbitos.

Não há medicamento específico para tratar ou evitar a Covid-19. É preciso continuar respeitando o isolamento e o distanciamento social; lavar as mãos frequentemente com água e sabão, ou usar álcool em gel; e o uso permanente de máscaras faciais.

É indispensável confiar na ciência e nas vacinas. Esclareça as suas dúvidas, mas não deixe de tomar a vacina assim que ela for disponibilizada em Santarém. É hora de desmistificar informações equivocadas sobre a vacina, de buscá-la e de incentivar a imunização.

 

A maior cobertura vacinal possível é capaz de arrefecer a contaminação pela Covid-19, reduzir seus impactos e a gravidade de doença. Acreditamos que o sistema de saúde pública do Estado do Pará, e do nosso município está preparado para atender a população santarena de modo a garantir a vacina para todos os cidadãos com segurança.

Finalmente, precisamos de atenção redobrada. E expressamos que gostaríamos de participar da construção de um PLANO EMERGENCIAL DE CONTINGÊNCIA PARA COMBATER a COVID-19, em nosso município.

Contamos com a disposição dos órgãos governamentais. ESPERANÇA E SOLUÇÃO! Ao fim da pandemia, A VIDA VAI VENCER !

Assinam a esta nota:

Deputado Federal Airton Faleiro, vereador Carlos Martins, vereadora Biga Kalahari, Partido dos Trabalhadores, Partido Comunista do Brasil, Partido Republicano da Ordem Social, PROS, Rede Sustentabilidade, Partido Socialismo e Liberdade – PSOL


📹 Assine o canal do Blog do Jeso no Youtube, e assista a dezenas e dezenas de vídeos.

→ LEIA também:

Carta à esquerda contra o bullying aos bolsonaristas. Por Everaldo Martins Neto

O fenômeno evangélico como potência política e o transtorno de superioridade da esquerda

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *