A história do cinema em Santarém tem sobrenome: Loureiro.

Cines como Ideal (o 1º cinema fixo da cidade), Guanabara, Olímpia e Cinerama, que magnetizaram diversas gerações santarenas, estão ligados à saga da família.

Um dos membros dela, Raul Loureiro, acaba de completa 80 anos.

No vídeo abaixo, produzido pelo cineasta Emano Loureiro para celebrar o aniversário do pai, um relato de graúda importância histórica dos Loureiro.

Assista!

Leia também:
O novo vídeo cinematográfico da Obra Prima.
Cinema: horário para os legendados.
Só 6 cidades no Pará têm cinema.

  • 2
    Shares

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

2 Comentários em: Loureiro, sobrenome do cinema em Santarém

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Emano Loureiro disse:

    Muito obrigado Paulo Lima e Jeso Carneiro…abraços fraternos

  • Paulo Lima disse:

    Emano,

    Uma beleza de contribuição para a história do cinema no Brasil. Sensacional! A mística do cinema numa cidade que viveu sem energia elétrica de rede por tanto tempo. A preocupação com o que exibir do seu pai me lembra os melhores momentos Cinema Paradiso do Tornatore. Quem não viu precisa ver e entenderá melhor o amor pelo Cinema como o do Raul Loureiro.

    Santarém tem personalidades geniais, singulares como o Raul Loureiro mas também o Zeca BBC e um Laurimar Leal. Não existem motivos para a Cultura de Santarém não imaginar-se como algo de muito especial na história da Amazônia.

    Parabéns!

    Paulo Lima