Acusados de roubo, tráfico de drogas e formação de quadrilha são presos em Óbidos
Neto foi preso na operação Bichano, da Polícia Civil do Pará, nesta 6ª. Foto: PC e arquivo do blog

A Polícia Civil do Pará, numa operação conjunta das delegacias de Óbidos e Oriximiná, no Baixo Amazonas, prenderam na manhã desta sexta-feira (15) 3 homens acusados de crimes de roubo, tráfico de drogas e formação de quadrilha (associação criminosa).

Os policiais cumpriram mandado de prisão preventiva e de busca e apreensão expedidos pela Justiça. Drogas foram apreendidas no momento da execução dos mandatos.

 

Foram presos:

↦ Danielson Feleol dos Santos, o Dedê, acusado de ser o executor do roubo.

↦ Anderson de Sousa Galúcio, o Moranguinho; também acusado de executor do roubo.

↦ Joaquim da Silva Tavares Neto, acusado de ser mandante do roubo.

De acordo com investigações da polícia, Dedê e Moranguinho renderam 4 pessoas de uma família de Oriximiná, e roubaram 4 aparelhos telefônicos, joias e dinheiro. Os acusados teriam também matado o gato de estimação da família.

Na operação, batizada de Bichano, em referência ao gato, os policiais encontraram na residência dos três uma grande pedra de oxi (entorpecente feito a partir da mistura de querosene, cal virgem e pasta-base de cocaína), além de sacolas plásticas, possivelmente usadas para embalagem da droga.

Ficha corrida

Todos os presos têm passagem pela polícia. Dedê já foi preso por tráfico de drogas e roubo; Moranguinho, por roubo, e Joaquim Neto é réu por tráfico de drogas, estupro de vulnerável e dano ao patrimônio público.

Neto foi preso em 2012 acusado de ter participado do incêndio criminoso no prédio da Demutran (Departamento Municipal de Trânsito) em Óbidos. No ano passado, ele chegou a ser nomeado assessor especial do governo do Pará. Mas foi demitido logo após publicação de matéria no Blog do Jeso sobre o caso.

LEIA também sobre Joaquim Neto neste link: Réu por tráfico e estupro é exonerado do cargo de assessor após matéria do blog

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *