Contador e despachante são alvos de operação da Polícia Federal em Santarém
Agentes da PF que participaram da operação de hoje em Santarém. Fotos: Divulgação/PF

A Polícia Federal deflagrou na manhã de hoje (8) a operação Arma Legal, que tem o objetivo de desmantelar suposto grupo criminoso que estaria fraudando documentos para facilitar a obtenção da autorização de compra e a consequente a posse de armas de fogo. Um contador e um despachante foram alvos.

A autorização de compra de arma de fogo com a expedição do documento de registro para civis é controlada e emitida pela própria Polícia Federal mediante solicitação do próprio interessado ou por parte de despachantes, que só é concedida após a verificação detalhada de cumprimento dos requisitos legais.

 

Recentemente, a tentativa de uma pessoa de obter uma dessas autorizações levantou suspeitas dos policiais responsáveis pela análise dos documentos, o que desencadeou toda uma investigação minuciosa.

A investigação revelou indícios fortes de que um grupo de pessoas, entre eles um despachante e um contador, estaria fraudando documentos diversos para a compra de armas de fogo.

A operação cumpriu 4 mandados de busca e apreensão expedidos pela Justiça Federal em Santarém. Foram apreendidos 4 aparelhos de celular e 2 computadores, que serão encaminhados para exame pericial, além de documentos que serão analisados no curso da investigação.

— LEIA também: Após denúncia de nepotismo, prefeito exonera cunhado do cargo de diretor

“Com a operação, a Polícia Federal reforça o seu papel de controle de armas de fogo no Brasil, tanto no âmbito administrativo quanto na seara criminal, quando estiver evidenciado o uso de documentos falsos perante a instituição ou qualquer outro crime federal correspondente”, disse a PF em nota à imprensa.

Confirmada a hipótese criminal investigada, os implicados poderão responder por uso de documentos ideologicamente falsos (artigo 304 c/c artigo 299 do CP) e associação criminosa (artigo 288 do CP), que somados podem resultar em 13 anos de reclusão, além de multa.

A PF não revelou a identidade dos investigados e alvos da operação.

A PF em ação nesta manhã de quinta-feira (8) em Santarém

Com informações da PF e redação do Blog do Jeso


📹 Assine o canal do Blog do Jeso no Youtube, e assista a dezenas e dezenas de vídeos

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

2 Comentários em: Contador e despachante são alvos de operação da Polícia Federal em Santarém

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *