Após denúncia de nepotismo, prefeito exonera cunhado do cargo de diretor
Prefeito Marco Antônio: emparedado pelo MPPA por prática de nepotismo. Foto: Ascom/PMMC

Jonathas Franco de Aguiar Gomes, diretor da escola municipal Raimunda Queiroz de Souza, em Mojuí dos Campos (PA), foi exonerado do cargo após denúncia anônima de nepotismo feita ao MPPA (Ministério Público do Pará).

O caso foi repercutido pelo Blog do Jeso no final do último mês de março.

 

A exoneração foi oficializada nesta segunda-feira (5), em ato assinado pelo prefeito Marco Antônio Lima (MDB), que é casado com a irmã de Jonathas Gomes.

Por coincidência, também foram exonerados depois da denúncia ao MP:

Rubem do Carmo Araújo, assessor comunitário lotado na Secretaria de Agricultura. Ligado à família da vice-prefeita Suely Araújo (Republicanos);

Maria Rosilda da Silva Rocha, vice-diretora da escola Raimunda Queiroz de Souza. Tia do secretário de Educação (Semed).

Lizandra de Matos Pantoja, assessora técnica lotada na pasta de Trabalho e Assistência Social. Filha do vereador Pantoja do Cartório (MDB).

— LEIA também: Sintepp ajuíza ação contra prefeito de Mojuí dos Campos por não pagar salário integral

A denúncia caiu nas mãos do promotor de Justiça Adller Sirotheau. Que pediu informações ao prefeito Marco Antônio Lima sobre casos de nepotismo no Executivo em Mojuí dos Campos.

Procurada, a assessoria da prefeitura disse que “não há nenhuma denúncia acerca de nepotismo no que tange a gestão do prefeito Marco Antônio” e que “a exoneração do senhor Jonathas (profissional capacitado ao cargo), bem como as demais exonerações se deram em função de ajuste de folha”.


➽ Assine, participe, comente no canal do Blog do Jeso no Telegram

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

4 Comentários em: Após denúncia de nepotismo, prefeito exonera cunhado do cargo de diretor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • O Mojuiense disse:

    Só esses? Mojuí está uma farra de nepotismo, dizem as más línguas que está ocorrendo uma migração danada de Cearenses (tios, cunhados do Prefeito) pra cidade. Outra coisa Jesa, verifique se é certo esses contratos que a Prefeitura de Mojuí dos Campos, na gestão do Marco Antônio fez com o escritório de contabilidade Edmar Junior de O. Emboli, pois o somatório chega 440 mil reais anuais que a prefeitura irá pagar pra ter assessoramento contábil, sendo esses contratos tudo feito por inexigibilidade de licitação.

  • Jose Wilson disse:

    O nepotismo é verdadeiro câncer no serviço público comissionado e, quanto a isso a atual gestão segue a mesmussima trilha da anterior com algumas agravantes, pois, no governo ainda se tem hipotese de filho de vereador que fou nomeado como secretário municipal, caracterizando nepotismo cruzado, prática igualmente contrária a lei. Por último, a nota da assessoria ignorando a prática é no minimo bizarra, frente a nítida intervenção do MP, amplamente divulgada por esse veículo de comunicação.

    1. Jeso Carneiro disse:

      Essa nota da Prefeitura de Mojuí dos Campos mostra, infelizmente, o caráter do prefeito Marco Antônio Lima: dissimulado. E, por isso, perigoso. Uma nota afrontosa, inclusive, ao MPPA.

  • O Mojuiense disse:

    Ele exonerou só esses? ainda tem muito mais, filho do secretário de gestão, tem os parentes dele que veio do Ceará também, outra coisa Jesa Carneiro, veja os contratos com a empresa de contabilidade Edmar Junior Embeloni, cuja a soma dos valores chegam a R$ 440 mil reais por ano para fazer assessoria em contabilidade para secretarias e fundos, e tudo feito por inexigibilidade de licitação, conforme consta no portal da transparência.