Justiça suspende divulgação de pesquisa de instituto do Paraná em que Nélio lidera
A Justiça Eleitoral proibiu a divulgação da pesquisa do Instituto Opinião. Foto: Arquivo BJ

Por ordem da Justiça Eleitoral, a coligação encabeçada pelo DEM (Santarém Seguindo em Frente) está proibida de veicular no rádio e na TV os números da mais recente pesquisa de intenção votos para Prefeitura de Santarém (PA) no 2º turno feita pelo Instituto Opinião & Pesquisas, de Curitiba (PR).

A decisão liminar (urgente) foi tomada nesta terça-feira (24) pelo juiz eleitoral Claytoney Passos Ferreira, da da 83ª ZE (Zona Eleitoral) em Santarém.

 

Em caso de descumprimento da ordem judicial, o magistrado arbitrou multa de R$ 15 mil por veiculação. Na pesquisa, Nélio Aguiar (DEM), prefeito candidato à reeleição, aparece 68,2%; Maria (PT), com 31,38%.

O pedido de impugnação da pesquisa foi feito pela coligação Juntos Por Santarém (PT, PSB, PC do B, PP, PROS, PDT e Rede).

A coligação de Maria alegou que a pesquisa não preenchia os requisitos obrigatórios de legalidade, “nos critérios estabelecidos pela Resolução TSE [Tribunal Superior Eleitoral] nº 23.600/2019”, pois o valor de R$ 20 mil pelo serviço teria sido pago pelo escritório de advocacia que defende a coligação de Nélio, “sem a indicação da origem dos recursos”.

Para o juiz eleitoral, “em análise rasa”, há indícios de “vício” na pesquisa feita pela empresa paranaense.

 

“Não há impedimento para a contratação de pesquisas eleitorais por pessoas jurídicas privadas ou escritório de advocacia. Contudo, pode se afigurar doação indireta a conduta do mesmo escritório que patrocina a coligação impugnada, em ações judiciais eleitorais, figurar como contratante e pagador em pesquisa eleitoral por ele mesmo contratada”, justificou Claytoney Ferreira.

O escritório em questão é o Santos & Santos Advogados Associados, com sede em Belém e cujo nome de fantasia é Mauro Cesar Santos Advogados Associados.

Os advogados da coligação Juntos Por Santarém que atuam neste caso são Aline Hoyos, Suziane Américo, Lucas Sales, Walmir Brelaz, Sábato Rosseti e Francisco Monteiro Filho.

LEIA também: Potencial de voto com apoio de Helder, Lula e Bolsonaro no 2º turno em Santarém

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *