Orçamento da Ufopa sobe para R$ 48,6 milhões com novos recursos do governo

Publicado em por em Política, Santarém, Ufopa

Orçamento da Ufopa sobe para R$ 48,6 milhões com novos recursos do governo
Unidade Tapajós da Ufopa, em Santarém: recursos federais para o orçamento 2023 da instituição. Foto: Ufopa/Reprodução

O orçamento da Ufopa (Universidade Federal do Oeste do Pará) foi ampliado em 34% pelo governo federal, gestão Lula 3, com a recomposição orçamentária para as instituições federais de ensino superior oficializada nesta quarta-feira (19).

Com a medida, o orçamento de 2023 da universidade com sede em Santarém, oeste do estado, saltou de R$ 36,2 milhões para R$ 48,6 milhões.

Segundo a reitoria da Ufopa, os novos recursos servirão para cobrir o déficit de R$ 8 milhões em suas contas, com possibilidades reorganizar o planejamento orçamentário, reforçando, com o crédito de R$ 4 milhões, ações consideradas prioritárias, como bolsas acadêmicas, assistência estudantil, acessibilidade e renovação da frota de veículos.

Mais investimentos

“A Ufopa reconhece o esforço do governo em propiciar condições para o seu pleno funcionamento, mas reforça que apenas a recomposição orçamentária não permite a continuidade do projeto de consolidação da sua infraestrutura”, ressaltou Aldenize Xavier, reitora da instituição.

“A universidade vai continuar em diálogo junto ao Ministério da Educação e à bancada de parlamentares federais para ampliar o orçamento de investimentos visando a retomada e o início de obras estratégicas para a sede e os campi regionais”, pontou.

— O JC também está no Telegram. Siga-nos e leia notícias, veja vídeos e muito mais.


Publicado por:

5 Comentários em Orçamento da Ufopa sobe para R$ 48,6 milhões com novos recursos do governo

  • Quem não sabe como Ufopa funciona e não conhece suas despesas, faz comentários absurdos, descabidos. E como tem gente, por aí, falando inverdades sobre o dinheiro que a instituição recebe. Essa gente precisa conhecer melhor a Ufopa, aliás, precisa fazer concurso para trabalhar lá e assim parar de fazer comentários descabidos.

  • As universidades federais e escolas técnicas emergindo do fundo do poço, para onde o desgoverno os jogou. Voltamos a ter esperança em dias melhores na educação do Brasil.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *