Pesquisa sobre a covid-19 termina em Belém e segue para interior do Pará
Universitários da Uepa participam da pesquisa de campo

Os principais bairros das cidades de Belém e Ananindeua, no Pará, tiveram a pesquisa epidemiológica sobre o novo coronavírus encerrada. Na segunda-feira (6), os estudantes da Uepa já iniciaram a pesquisa de campo em Abaetetuba, Castanhal, Paragominas, Conceição do Araguaia, Santa Maria das Barreiras e Tucuruí.

Com o objetivo é fazer um levantamento de informações sobre a infecção pelo coronavírus no estado. A Uepa (Universidade do Estado do Pará) é que realiza a pesquisa, que envolve a população da Região Metropolitana de Belém, além de 8 regiões do estado.

 

Ao todo, alcança 52 municípios, das zonas rural e urbana do estado. 27  mil testes serão aplicados no Pará. A ação é dividida em três fases, sendo 9 mil exames feitos em cada delas.

“Para podermos pensar em políticas de combate e controle à covid-19, de forma mais eficiente, se faz necessário conhecer como esse vírus se propagou e sobre a sua prevalência, ou seja, como está atualmente no Pará, por isso essa pesquisa é tão importante para o nosso Estado”, afirma o vice-reitor da Uepa e coordenador da pesquisa, Clay Chagas. 

Participam da ação 208 estudantes da área da saúde, vinculados ao curso de Enfermagem da instituição.

27 mil testes serão aplicados no decorrer da pesquisa

Regiões e cidades da pesquisa

Região Araguaia: São Félix do Xingu, Redenção, Santana do Araguaia, Conceição do Araguaia, Xinguara, Ourilândia do Norte e Santa Maria das Barreiras.

Baixo Amazonas: Santarém, Oriximiná, Monte Alegre, Almeirim e Terra Santa.

Carajás: Marabá, Parauapebas, Tucuruí, Tailândia, Novo Repartimento, Dom Eliseu, Eldorado dos Carajás e São Geraldo do Araguaia.

Marajó Ocidental: Breves, Portal, Curralinho e Gurupá.

Nordeste: Castanhal, Bragança, Paragominas, Capanema, Ipixuna do Pará, Viseu, Ulianópolis, São Domingos do Capim, Tracuateua, Ourém e Quatipuru.

Baixo Tocantins, Marajó Oriental e Região Metropolitana de Belém: Belém, Ananindeua, Abaetetuba, Cametá, Igarapé Miri, Vigia, Muaná, Oeiras do Pará e Soure.

Tapajós: Itaituba, Rurópolis, Novo Progresso e Trairão

Xingu: Altamira, Pacajá, Uruará e Medicilândia.

Fonte e fotos Agência Pará

LEIA também: Parecer da OAB PA sobre o impeachment de Bolsonaro teve voto de 2 santarenos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *