Pesquisadores comprovam  1º caso de paciente reinfectado pelo coronavírus

Pesquisadores de Hong Kong confirmaram o primeiro caso de reinfecção pelo coronavírus. A descoberta é preocupante pois sugere que a imunidade contra o novo vírus pode durar uns poucos meses em parte das pessoas. É o que informa o site Metrópoles.

De acordo com as informações dos pesquisadores da Universidade de Hong Kong, o paciente tem 33 anos e sentiu apenas sintomas leves durante a primeira infecção. Quatro meses e meio depois de recuperado, após ele retomar de uma viagem à Espanha, veio o segundo diagnóstico.

Ao fazer o sequenciamento genético do vírus, os pesquisadores perceberam que ele batia com o que estava circulando na Europa nos meses de julho e agosto e era uma versão bastante diferente do coronavírus diagnosticado no homem na primeira vez.

 

A descoberta levou os estudiosos a comprovarem a reinfecção, o que até aqui era apenas uma hipótese levantada depois de várias pessoas relatarem sintomas meses depois de recuperadas.

“Nossos resultados provam que sua segunda infecção é causada por um novo vírus que ele adquiriu recentemente, em vez de uma disseminação viral prolongada“, disse o Dr. Kelvin Kai-Wang To, microbiologista clínico da Universidade de Hong Kong.

Considerando que existem milhões de casos em todo o mundo, não é inesperado que algumas pessoas, ou mesmo algumas dezenas, possam ser reinfectadas com o vírus depois de apenas alguns meses, afirmaram os especialistas.

O novo achado tem consequências importantes tanto para o processo de desenvolvimento de vacinas como para as estratégias de prevenção dos países.

Com informações do The New York Times

LEIA também: Pré-candidata a prefeita morre em Santarém de covid-19 aos 66 anos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *