Juiz dá novo desdobramento ao processo sobre compra de imóvel de R$ 8 milhões em Juruti
O imóvel sob litígio em Juruti

O juiz Rafael do Vale Souza deu um novo desdobramento ao processo (ação popular) sobre a compra de um imóvel desapropriado pela Prefeitura de Juruti no valor de R$ 8 milhões.

O negócio foi fechado pelo prefeito Henrique Costa (PT) e Fabiano Brioshi, dono do terreno cuja finalidade é abrigar o futuro centro administrativo municipal.

 

Em junho deste ano, a desapropriação foi suspensa. O repasse mensal do parcelamento pela prefeitura a Fabiano Brioshi foi interrompido por suposto superfaturamento do valor do imóvel.

Agora o caso tomou novos rumos. Eis as principais medidas:

— O laudo de avaliação judicial que apontava o suposto superfaturamento foi anulado;

— Retorno do pagamento das parcelas, que será feito em juízo pela prefeitura;

— Inclusão no polo passivo da ação popular de Fabiano Brioshi e do engenheiro que elaborou a avaliação do imóvel no valor de R$ 8 milhões (Marlon de Souza Portela);

— Citação do prefeito Henrique Costa.

A ação popular foi ajuizada pelos vereadores Elivan Rocha (PSD) e Fladimir Andrade (PSC).

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

Um comentário em: Juiz dá novo desdobramento ao processo sobre imóvel de R$ 8 milhões em Juruti

  • UMA PERGUNTA QUE NÃO QUER CALAR E O ROUBO DAS CASAS DO INCRA QUE A ACOJURVE NÃO FEZ SERÁ QUE AGORA COM A MUDANÇA NA JUSTIÇA FEDERAL E MP SERÃO APURADAS POIS ENTRA ANO E SAÍ ANO E NADA E IS ASSENTADOS AGUARDANDO DESDE 2006 E NÃO RECEBEM SUAS CASAS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *