Publicado em por em Monte Alegre, Política

A votação pelo plenário da Casa foi realizada na noite desta terça (8)

Votação empata e cassação de vereador acusado de estupro é arquivada em Monte Alegre
Plenário da Câmara reunidos na noite desta terça-feira (8): cassação rejeitada. Foto: Vídeo/Reprodução

A Câmara de Vereadores de Monte Alegre (PA) arquivou o pedido de cassação, proposto por um cidadão da cidade, do vereador Agenor Martins (PSD). Correu empate na votação (6 a 6) e duas abstenções. A cassação só ocorreria com, no mínimo, 10 votos favoráveis.

A votação pelo plenário da Casa foi realizada na noite desta terça-feira (8). Votaram contra a cassação os vereadores Kemmer Xavier (PL), Marinete (MDB), John Miller (PSDB), Airton Souza (PSD), Adson Leão (PL) e Cupuzinho (MDB).

Os votos favoráveis à cassação foram de Gil (MDB), Manel Esbagaçado (MDB), Eliselmo (PSDB), Jair Paraná (MDB), Jorginho da Z-11 (MDB) e Fatinha do Carrão (PSD). Abstiveram-se os vereadores Wilson Lopes (PSC) e Denilson Oliveira (PSD).

A Câmara de Vereadores recebeu, em dezembro passado, o pedido de cassação protocolado na Casa por um cidadão (Castrillon Neto) de Agenor Martins por quebra de decoro parlamentar. Martins é alvo de um processo na Justiça por suposto estupro de vulnerável – uma menor de 12 anos. A sentença ainda não foi proferida.

Resultado da votação e revolta

Logo após o resultado da votação, panfletos digitais foram postados nas redes sociais em Monte Alegre criticando os parlamentares que votaram contra a cassação. Entre eles, 3 evangélicos.


Publicado por:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.