Prefeitura, Blog do Jeso - Leão do imposto de rendaA propósito da matéria Dívida de Santarém com a Previdência Social salta de R$ 3 para R$ 40 milhões com Alexandre Von, a Prefeitura de Santarém faz os seguintes esclarecimentos:

A respeito do débito previdenciário do Município de Santarém, com o pagamento do INSS Patronal constante na Receita Federal, a Prefeitura esclarece que o montante da dívida consolidada é de R$ 39.639.531,06 até outubro de 2015. Desse valor, pelo menos R$ 25.027.099,47 correspondente a 63,14%, são débitos de exercícios anteriores a 2013, a seguir demonstrados:

  • Débito com exigibilidade suspensa por estar em grau de recurso administrativo: R$ 15.978.898,77;
  • Débitos de exercícios anteriores parcelados em 02/2013: R$ 3.031.053,56;
  • Débitos das competências de 07/2012, 08/2012, 10/2012, 11/2012, 12/2012 e 13º salário/2012, parcelados em 03/2013: R$ 5.477.147,14;
  • Débitos de exercícios anteriores parcelados em 06/2014: R$ 540.000,00.

A Prefeitura informa que a atual gestão já pagou à Receita Federal do Brasil, em débitos previdenciários parcelados, R$ 8.653.764,41, sendo que em 2013 o valor correspondeu a R$ 2.248.656,89; em 2014 R$ 2.376.606,45 e em 2015 R$ 4.028.501,07.

A Prefeitura ressalta que o pagamento do INSS dos segurados está rigorosamente em dia e reitera que o débito constante é relativo ao pagamento do INSS Patronal.

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

Um comentário em: Prefeitura de Santarém diz que 63% da dívida com INSS foi contraída antes de 2013

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Celivaldo Carneiro disse:

    A nota não desmente uma linha da matéria publicada, pelo contrário, confirma que a PMS deve atualmente quase R$ 40 milhões, se débito patronal ou de segurados, não importa, deve e tem que pagar. A tão propalada propaganda eleitoral de competência administrativa, deu com os burros n’água, melhor dizendo, deu com o Von na rede.