Chefe da Perfuga ficará 8 anos inelegível após cumprir pena de prisão, Reginaldo Campos

Reginaldo Campos, chefe da Perfuga

Apontado como o chefe da Perfuga, Reginaldo Campos (PSC) vai enfrentar um longo jejum das urnas antes de retomar (se é o que ele planeja) às suas atividades políticas.

É que, conforme os termos da delação premiada dele homologada pela Justiça,  o ex-presidente da Câmara de Vereadores de Santarém (2015-2016) ficará inelegível 8 anos após cumprir a sua prisão.

O total da pena ainda não foi definida, mas já foi acertado o seguinte:

— 2,5 anos em regime fechado, para começar;

— 2 anos em prisão domiciliar;

— O restante da pena em regime aberto.

— E mais: devolução de R$ 1.198.270,40 aos cofres públicos, provenientes de imóveis a serem leiloados.

Reginaldo Campos foi vereador por 13 anos. Renunciou ao cargo para qual foi reeleito em 2016, com 3.837 votos (o 5º mais votado do município) no início de dezembro passado.

Esta preso em cela especial no 3º BPM (Batalhão da Polícia Militar), em Santarém, desde agosto de 2017.

Leia também:
Bens imóveis declarados à Justiça de Reginaldo Campos não chegam a R$ 500 mil

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

Um comentário em: Chefe da Perfuga ficará 8 anos inelegível após cumprir pena de prisão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • babinhab disse:

    Mas uma pessoa dessa ainda vai ter cara de pau de se candidatar , depois de descoberto algumas falcatruas dele.