Governo exonera indicados de Lira Maia do Escritório Regional da Emater em Santarém
Emivaldo Rebelo, o novo nº 1 da Regional da Emater em Santarém. Foto: Reprodução

O Escritório Regional da Emater (Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Pará) em Santarém, oeste do estado, tem novos supervisores. O governo Helder Barbalho (MDB) exonerou os indicado do ex-prefeito Lira Maia (DEM) dos cargos de direção.

A portaria com a mudança de comando saiu na edição desta terça-feira (11) do DOE (Diário Oficial do Estado). Houve troca nos cargos supervisor (nº1) e supervisor adjunto (nº 2) do órgão.

 

Foram exonerados Dorivan Vale Sousa, o 1, e José Guilherme Saldanha, o 2 – ambos no cargo desde o início do governo Helder Barbalho (2019).

No lugar deles foram nomeados Emivaldo Rebelo, novo supervisor, e Ubiratan de Pina, novo supervisor adjunto. O primeiro é economista; o segundo, agrônomo. Todos servidores de carreira da Emater.

A Regional da Emater em Santarém tem jurisdição sob 9 municípios do oeste do Pará.

ENTENDA AS mudanças em curso na empresa estatal neste link: Cai a presidente da Emater; nova titular nomeada por Helder é doutora pela Ufra.

Com 36 anos de carreira na Emater, Emivaldo José Oneti Rebelo ocupa o cargo de supervisor regional pela segunda vez. Ele tem 56 anos e sua formação é em Ciências Econômicas.

Portaria do governo


Assine e participe, comente no canal do Blog do Jeso no Telegram

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

Um comentário em: Governo exonera indicados de Lira Maia do Escritório Regional da Emater em Santarém

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Benjastes disse:

    Isso é comum na vida política, a roda gigante gira para que novos “passageiros” possam ter tomar assento e observar do alto o mover das peças do tabuleiro.
    Os que dirigiam ontem, passam a ser dirigidos hoje. E assim, seguem-se os arranjos políticos nos CARGOS DE CONFIANÇA DA MÁQUINA PÚBLICA.