Publicado em por em Opinião

“O discurso neoliberal, que reduz tudo a méritos de uns e fracassos de outros, é, em si, um fracasso científico”

Por que ricos estão cada vez mais ricos e pobres mais pobres no Brasil? Por Válber Pires
Pobres e ricos no Brasil: um fosso cada vez maior. Foto: Reprodução

A revista Forbes apontou mais 11 bilionários no Brasil. Ao mesmo tempo, houve crescimento da riqueza concentrada nas mãos dos super ricos enquanto a pobreza e a miséria cresceram a níveis superiores aos de uma década atrás.

O que explica a superconcentração de riquezas e o supercrescimento da pobreza e miséria no país? Estes fatores não podem ser entendidos isoladamente, pois um alimenta o outro.

 

São quatro as variáveis principais:

a) Redução dos investimentos públicos e gastos sociais, que serve apenas para transferir dinheiro público do trabalhador e setor produtivo para banqueiros e especuladores;

Válber Pires *

b) Destruição de leis trabalhistas e arrocho salarial (redução do poder de compra do salário), que serve para transferir riqueza direta do trabalhador para o empresariado;

c) Inflação dos alimentos e combustíveis, que corrói o poder de compra do salário e eleva os lucros empresariais;

d) Por fim, o crescimento do desemprego, informalidade e ocupações precárias, elevam a competição no mercado de trabalho, pressionam negativamente os rendimentos do trabalhador e positivamente os lucros do grande capital.

O discurso neoliberal, que reduz tudo a méritos de uns e fracassos de outros, é, em si, um fracasso científico, mas um mérito ideológico: não explica nada, mas engana e ilude desinformados e malformados.

As explicações que recorrem ao discurso do custo Brasil, do peso do Estado na economia ou, pior, do avanço do comunismo também são fantasiosas: a superconcentração de riquezas é evidência prática de que o capitalismo brasileiro funciona muito bem como indutor de superlucros, superacumulação e superconcentração de riquezas.

— LEIA também de Válber Pires: Conhecer Sociologia e História para entender a trajetória do mínimo

Aliás, demonstra também que quanto mais o Estado sai da economia, mais a economia gera riquezas apenas para o capital e mais empobrece o trabalhador, aquele que efetivamente produz a riqueza.

Por fim, demonstra que não é o comunismo que ameaça o Brasil, mas o próprio capitalismo, cada vez mais selvagem nas terras de Pindorama.

— Válber Pires é professor universitário, doutor em Sociologia, com pós-doutorado em Socioeconomia e Sustentabilidade. Escreve regularmente no Blog do Jeso.


📹 Assine o canal do Blog do Jeso no Youtube, e assista a dezenas e dezenas de vídeos


Publicado por:

6 Comentários em Por que ricos estão cada vez mais ricos e pobres mais pobres no Brasil? Por Válber Pires

  • Um texto bem pobre que apenas aponta problemas inventados por uma elite política que durante anos pouco fez pela redução da pobreza. Culpar os ricos pelos problemas do mundo é como culpar a chuva que cai naturalmente, as pessoas enriquecem não por que se esforçam pura e simplesmente, elas enriquecem por conseguir desenvolver produtos e serviços que interessam a sociedade.
    Onde estariamos agora sem a Apple? Sem a Samsung? Sem a PeG? Sem a Brasilfoods? Essas grandes empresas abastecem o mercado internacional e nacional suprindo demandas que o estado sozinho jamais iria conseguir suprir.
    Talvez a única coisa q eu concordo nesse texo é que a subida no preço dos alimentos prejudica principalmente os mais pobres, mas o causador disso é a quantidade abusiva de impostos que incidem sobre bens de consumo, eu me considero um desses “neoliberais” que você tanto crítica no texto e acredito sim numa inversão tributária para cobrar um imposto de renda maior sobre os mais ricos e assim reduzir os impostos sobre os bens de consumo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.