Natura reforça compromisso com a região amazônica durante pandemia
Natura Ecoparque Ver-a-Vida, em Benevides (PA). Foto: divulgação/Natura

Em uma relação estabelecida há mais de 20 anos com a Amazônia, a Natura tem intensificado sua atuação e os cuidados com as pessoas da região. Diante da pandemia da Covid-19, a empresa reforçou seu compromisso com a Amazônia, lançando iniciativas para barrar o contágio, doar itens de primeira necessidade e manter os negócios locais, com estímulo à economia de floresta em pé. 

A Natura decidiu manter todos contratos de fornecimento com as comunidades agroextrativistas da Amazônia, respeitando a decisão de cada território e associação sobre a continuidade das atividades.

 

A Natura também doou mais de 474 mil unidades de sabonetes e 85 mil frascos de álcool líquido 70% para comunidades da região amazônica, com apoio de parceiros como governo do Estado, Cruz Vermelha, Pacto Global, entre outros. 

“A atuação da Natura no Pará busca garantir que atividade empresarial no estado proporcione renda e valor para a região, em um modelo de negócios que promova a redução de desigualdades, a preservação ambiental, a geração e o incremento de renda distribuída entre as pessoas e comunidades da Amazônia”, afirma Denise Hills, diretora de Sustentabilidade da Natura.

“Para isso, atuamos em parceria com órgãos públicos e setor privado para melhorar as condições de vida na região, atraindo mais investimentos para nossas cadeias de valor e pela mobilização de redes empresariais, para o desenvolvimento de uma bioeconomia em benefício das pessoas e do meio ambiente”.

Ecoparque

A Natura firmou presença no Pará em 2007, quando instalou sua primeira unidade fabril de massa base de sabão, exportando para os grandes centros produtores do Brasil. Em 2010, instalou um moderno Centro de Distribuição, no município de Castanhal, com capacidade de 10.000 posições.

Com estes importantes aprendizados, em 2014, Natura se estabeleceu definitivamente na região, ao inaugurar a fábrica de sabonetes no complexo industrial do Ecoparque, localizado em Benevides, região metropolitana de Belém.

No Ecoparque, a Natura produz ao mês cerca de 30 milhões de barras de sabonete, item essencial para o combate à propagação do coronavírus. Em março deste ano, a companhia recebeu do município de Benevides licença de operação que autoriza a produção de 480 milhões de barras de sabonete por ano. Isso significa mais oportunidades para comunidades agroextrativistas da Amazônia e mais negócios baseados em uma economia ambientalmente justa e a favor da floresta em pé.

Mais de 700 empregos

Hoje, a Natura utiliza 32 ativos da biodiversidade brasileira e se relaciona com 5.136 famílias, cerca de 22 mil pessoas, em 33 comunidades, na Amazônia. Se considerarmos as comunidades de outras regiões do Brasil, os números chegam a 39 comunidades e a 6.197 famílias.

As operações da Natura no Pará – fábrica e Centro de Distribuição – geram mais de 700 empregos diretos e indiretos na região. Para garantir o bem-estar desses colaboradores, a Natura tem reforçado as medidas de segurança e saúde, incluindo realização de exame PCR para detecção do vírus causador da covid-19.

Prosseguir com a operaçãono Ecoparque tem sido fundamental para garantir a produção de um item essencial e assegurar que consultoras continuem a obter renda com sua atividade, sobretudo neste momento de crise.

Ecoparque Ver-a-Vida: 30 milhões de barras de sabonete. Foto: divulgação/Natura

E para que as consultoras possam atuar com segurança, a Natura tem aprimorado sua plataforma digital e acelerado a oferta de serviços e ferramentas digitais no restante da América Latina, para que elas possam atender seus clientes remotamente.

É preciso reconhecer que as consultoras e representantes têm um papel social extremamente importante neste momento, pois formam uma rede que abastece regiões distantes e periféricas com itens cruciais no combate à pandemia.

 

“Com uma rede de mais de 60.000 consultoras, apenas entres os estados do Pará e Amapá, a Natura vem estudando e implementando benefícios únicos, como o cartão saúde e bolsas de estudos para os filhos destas consultoras, reforçando nosso DNA de cuidar das pessoas e proporcionar bem-estar e qualidade de vida”, complementa Denise.

Em mais de 20 de anos de atuação na região Amazônia, desde o lançamento da linha Ekos, a Natura registrou marcos importantes ligados ao desenvolvimento sustentável da região.

Natura Amazônia

O volume de negócios superou R$ 1,8 bilhão — 79% acima da meta de estabelecida para 2020 — e contribuiu para a conservação de 1,8 milhão de hectares de floresta, o equivalente a 12 vezes a cidade de São Paulo, em parceria com comunidades fornecedoras, organizações não governamentais e setor público.

As iniciativas para transformar os desafios socioambientais em oportunidades de negócio são coordenadas pelo Programa Natura Amazônia, que desde 2011 direciona investimentos para a região. A atuação vai além da compra de insumos da biodiversidade por meio do comércio justo. Contribui, ainda, para a conservação da floresta e gera mais renda para as comunidades.

LEIA também: Uepa implanta projeto de teleatendimento “Orienta Covid” em Santarém

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

2 Comentários em: Natura reforça compromisso com a região amazônica durante pandemia

  • Coloco-me à disposição para prestar serviços de assessoria de imprensa.
    Se for de interesse dessa empresa,, envio-lhes meu Currículo

  • Parabenizo a Natura
    pelo trabalho de excelência em sustentabilidade, gestado na Amazônia Oriental- Pará.
    Edson Gillet- jornalista com atuação na área ambiental

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *