Júlia Marinho é esposa do vice-governador Zequinha Marinho, que comanda o PSC no Pará

Kassab fala sobre programas do Ministério das CidadesJúlia Marinho, do PSC, ao lado do ministro Kassab

O Pará pontuou contra a cassação do deputado Eduardo Cunha, do PMDB do RJ, na sessão de ontem, 12, na Câmara.

A deputada federal Júlia Marinho, do PSC, foi a única do estado a votar no correntista suíço para salvá-lo da inelegibilidade até 2.027.

Leia também – Candidatura pró-Davi Xavier realiza o maior ato político do ano em Prainha.

Júlia é esposa do vice-governador Zequinha Marinho, que comanda o PSC no Pará.

Outros dois deputados paraenses optaram por uma estratégia ainda mais covarde – não compareceram à histórica sessão: Josué Bengtson, do PTB, e José Priante, do PMDB.

Neste link, mais sobre a cassação de Eduardo Cunha.

  • 59
    Shares

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

3 Comentários em: Deputada do Pará votou para não cassar Eduardo Cunha

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Jose Francisco Guimarães Corrêa (Chico Corrêa) disse:

    Caro Jeso, nada ai é novidade: tanto a deputada que votou pro-Cunha quanto os deputados que não votaram em nada fazem parte da quadrilha que dominou a Câmara sobre a gestão de Cunha.
    Os dois covardes são velhos conhecido dos Santarenos: Josué Bengtson, por ter tirado a vaga de deputado federal do atual prefeito municipal, nas eleições de 2000 e o Priante, por suas relações promíscuas com o mult processado Lira Maia Não esqueçam que embora Alexandre ser vice-prefeito do Lira, este, naquele ano anadava emprestando sua voz aos carros de sons pedindo voto para o Priante.

  • DIABO BOM disse:

    ESTA SENHORA E CRETALHA IGUAL AO CUNHA O DIABO BOM E O JOSUE TAMBEM

  • Fabio Gama disse:

    Jeso, a palavra covarde caiu bem nesse texto.

    Parabéns.