Davi Xavier, símbolo da oposição no município, tem como objetivo impedir a reeleição da prefeita tucana Patrícia Hage

Candidatura pró-Davi Xavier realiza o maior ato político do ano em PrainhaDavi Xavier, de verde, a frente da passeata realizada no sábado em Prainha

Algo em torno de 3,5 mil pessoas participaram neste final de semana da maior manifestação pública, até agora, em favor de um candidato a prefeito de Prainha na eleição deste ano.

A passeata foi realizado no sábado, 10, e reuniu aliados e apoiadores da candidatura oposicionista de Davi Xavier, 44 anos, do PMDB, que lidera uma aliança de mais 4 partidos – PROS, PTB, PSB e PHS.

Leia também – Carta aberta ao povo de Prainha.

Patrícia Hage, do PSDB, é a adversária a ser derrotada por Xavier.

Ela é a atual prefeita do município e integrante de uma das mais tradicionais famílias políticas do oeste do Pará, com forte atuação no Monte Alegre-Prainha-Almeirim, a família Hage.

Também está na disputa o petista Adamor Malcher.

Todos estão com registro de candidatura deferido pela Justiça Eleitoral.

Prainha tem 22,2 mil eleitores, a maioria homens (54%), em um colégio eleitoral, segundo o TSE (Tribunal Superior Eleitoral), onde o grau de instrução predominante é o ensino fundamental incompleto (41.25%).

  • 508
    Shares

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

Um comentário em: Candidatura pró-Davi Xavier realiza o maior ato político do ano em Prainha

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • antonio disse:

    Jeso, voltando pra Santarém, o J. Ninos influência a campanha do Márcio de maneira errada, ele tem alguns segundo pra falar do que pretende fazer por Santarém, aí o Márcio perde a oportunidade dizendo FORA TEMER, prometendo melhoria pra professor que só vive de greve, a população quer saber de desenvolvimento, emprego, saúde, segurança, o Nélio fala para surdos excluindo o restante dos eleitores 209.500 eleitores, não querem ganhar votos, a socorro repete a mesmice do PT que só agrada a companheira acostumada a mamar, aí o GORDO falando o óbvio ganha a eleição no 1o. turno.