Ex-ministro de Bolsonaro que minimizou pandemia é internado com covid-19
Osmar Terra, ex-ministro da Cidadania: hospitalizado em Porto Alegre. Foto: Poder360

O ex-ministro da Cidadania e deputado federal Osmar Terra (MDB-RS) foi internado neste domingo (22.nov.2020) no HSL (Hospital São Lucas da PUCRS), em Porto Alegre (RS).

Segundo a unidade de saúde, o congressista está realizando exames. Osmar Terra anunciou que estava com covid-19 em 13 de novembro.

 

O congressista tem quadro clínico estável e seguirá em observação. Não há previsão de saída. Terra publicou no Twitter que está “fazendo exames de avaliação e fisioterapia complementar no tratamento da covid-19, […] visando acelerar volta ao trabalho o mais breve possível”.

À época do anúncio do diagnóstico, Terra disse que estava bem e sem sintomas”, além de já ter começado a tomar hidroxicloroquina e ivermectina. Os remédios, promovidos pelo presidente Jair Bolsonaro, não têm eficácia comprovada.

Ex-ministro: quem é

Osmar Terra foi ministro da Cidadania do governo Bolsonaro até fevereiro deste ano, quando foi substituído por Onyx Lorenzoni. O ex-ministro minimizou a pandemia em diversos momentos. Também fez previsões sobre o comportamento do vírus sem lastro na realidade.

Em junho, por exemplo, Terra atacou as medidas de isolamento social. A prática é apontada por cientistas como a principal forma de conter o vírus, mas é criticada por bolsonaristas pelo choque que causa na economia.

 

À época, o deputado disse que as mortes pela doença no país estavam ficando mais raras. Os números do Ministério da Saúde, porém, diziam o contrário. Terra atacou os dados da Saúde.

Em março, o congressista disse que as mortes pelo coronavírus seriam menos numerosas do que as por H1N1 em 2019. Também afirmou que as gripes sazonais fariam mais vítimas fatais que o coronavírus. A pandemia, no entanto, já matou mais de 169 mil pessoas só no Brasil.

Com informações do Poder360

LEIA também: Eleito com maior votação em Santarém, Erlon Rocha se cacifa para Alepa em 2022

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *