Carta Capital repercute vídeo sobre comboio com toras de madeira no rio Arapiuns
O super carregamento de toras de madeiras pelo comboio de 6 balsas. Foto: Celivaldo Carneiro

O site da revista nacional Carta Capital repercutiu nesta quarta-feira (2) a reportagem do Blog do Jeso sobre o vídeo do comboio de balsas abarrotadas de toras de madeira descendo o rio Arapiuns, em Santarém (PA).

O flagrante, filmado pelo jornalista Celivaldo Carneiro no último dia 22, viralizou na internet.

 

A matéria da Carta Capital é assinada por Giovanna Galvani. Até hoje, passados mais de 20 dias, a Semas, a pasta de Meio Ambiente do Pará, ainda não se pronunciou sobre o carregamento – origem, quantidade, legalidade e destino.

Neste link, leia a matéria da revista semanal, dirigida por Mino Carta.

Sobre esse vídeo, leia também: Marinha é acionada para interceptar comboio com toras de madeiras do Arapiuns

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

9 Comentários em: Carta Capital repercute vídeo sobre comboio com toras de madeira no rio Arapiuns

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Marlene disse:

    Quem é patriota, deveria enviar essas informações para o governo tomar as devidas prividencias

  • Observador disse:

    Caro Jeso,
    Basta uma olhada no app Google maps, que vem em todos os celulares, para visualizar o pátio da madeireira com milhares e milhares de toras, bem em frente a comunidade de cachoeira do Aruã, no rio Arapiuns.

  • Ricardo disse:

    Quero acreditar que um comboio deste tamanho possa ser clandestino
    Existe alguma resposta da fiscalização? Onde parou este comboio?? Precisa ter mais dados
    Porque nao viralizou nas midias tradicionais como folha , globo. Que sao nitidamente interessadas neste tipo de notícia?

  • Paulo Roberto disse:

    Só tomarão atitudes, quando devastarem toda a floresta e entregar o “deserto” aos moradores da região!!!! E ainda tem inteligente que diz que temos que properar…

  • UBIRAJARA BENTES DE SOUZA FILHO disse:

    Tudo isso sob às vistas grossas das autoridades graduadas da República. Um absurdo, pois ninguém é preso ou tem bens expropriados por espoliação da floresta Amazônica!

    1. Laertes disse:

      Exploração com patrocínio estatal. Órgãos de fiscalização praticamente inoperantes, desmantelados pelo próprio governo. Existe até MP do governo no Congresso para legalizar oficialmente todos esses crimes. Logo seremos uma grande Serra Pelada.

      1. Jeso Carneiro disse:

        Cirúrgico. A comparação com Serra Pelada é oportuníssima.

  • Manoel Costa disse:

    Lamentávelmente no vídeo não vemos às plaquetas de identificação na cabeça das toras, fato que pode nos levar a suspeição de irregularidade na exploração e transporte de toda madeira, fato que teria que ser constatado com a abordagem do comboio do empurrador e as seis balsas. Destaco em toda matéria jornalista, em especial no tocante ao Ibama como órgão federal, que o mesmo há décadas sempre veio atuando incansavelmente no combate aos crimes ambientais e não só individualmente, mas sempre apoiando e buscando parcerias com as Instituições Ambientais do Estado e Municípios Paraenses. Resta-nos agora aguardar o pronunciamento da Marinha do Brasil e SEMAS-PA, no sentido de informar sobre o êxito na abordagem do comboio, rio abaixo de Santarém-Pa em direção a capital do Estado, Belém. Aguardamos.

    1. Rildo Remo disse:

      Os patriotas querem trabaia nao atrapalhemos isso agora e desenvolvimento estamos fud…