Marinha é acionada para interceptar comboio com toras de madeiras do Arapiuns
Flagrante do carregamento quando navegava ainda no rio Arapiuns. Foto: Reprodução/Vídeo Celivaldo Carneiro

Em nota ao Blog do Jeso, nesta quarta-feira (26), a propósito da matéria Sem ‘poder de fiscalização’, Semas não sabe se toras de madeira em balsas são legais, a Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas) informa que a Marinha do Brasil foi acionada e fará a interceptação do comboio de 6 balsas supercarregadas de toras madeira que saiu de Santarém no final de semana.

O flagrante em vídeo foi feito pelo jornalista Celivaldo Carneiro no sábado (22), na entrada do rio Arapiuns e viralizou nas redes sociais.

 

Nenhum dos órgãos ambientais na região consultados pelo blog sabe ainda se a madeira extraída da floresta é legal.

“O objetivo é localizar o referido comboio com a carga e fazer a devida abordagem. A Capitania dos Portos e a Marinha do Brasil são parceiras dos órgãos ambientais no Pará, sempre colaborando e prestando apoio nas ações fluviais”, disse a Semas na nota.

É possível que o carregamento seja oriundo de um dos vários projetos de manejo florestal existentes na região do Arapiuns.

Assista ao vídeo.

Eis a íntegra da nota da Semas:

“A Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (SEMAS) informa que a Diretoria de Fiscalização Ambiental é sediada em Belém, enquanto que no interior do Estado existem 6 Núcleos Regionais de Regularidade Ambiental (Altamira, Itaituba, Marabá, Paragominas, Redenção e Santarém).

Apesar da Diretoria de Fiscalização Ambiental encontrar-se sediada na capital, ela está reforçada de pessoal com quase 100 fiscais (antes da atual gestão haviam apenas 10 fiscais) e, atualmente, a Secretaria atua simultaneamente com 6 frentes de fiscalização no interior do Pará, com a Operação Amazônia Viva, que abrange 15 municípios com maiores índices de desmatamento no Estado.

Uma das frentes de fiscalização da Operação Amazônia Viva composta por fiscais da SEMAS, policiais militares, policiais civis e militares do Corpo de Bombeiros, está atuando exatamente na região de Uruará, Mojuí dos Campos, Prainha e Santarém.

 

A intensificação da fiscalização nesse segundo semestre de 2020 conseguiu reduzir já no mês de julho o desmatamento nas áreas estaduais em 30%, conforme dados obtidos pelos satélites do Inpe.

No caso específico do vídeo que mostra balsas carregadas com toras de madeira supostamente navegando pelo rio Arapiuns, a Semas, por meio da Diretoria de Fiscalização Ambiental, entrou em contato com a Capitania dos Portos que prontamente acionou as embarcações de patrulha.

O objetivo é localizar o referido comboio com a carga e fazer a devida abordagem. A Capitania dos Portos e a Marinha do Brasil são parceiras dos órgãos ambientais no Pará, sempre colaborando e prestando apoio nas ações fluviais.

A exemplo da maior carga de madeira apreendida este ano com mais de 2 mil toras, que foi abordada pela Marinha e entregue a Semas, em junho deste ano. Por fim, a SEMAS tem a atribuição de fiscalização que lhe é dada pela Lei Complementar nº 140/2011.

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

2 Comentários em: Marinha é acionada para interceptar comboio com toras de madeiras do Arapiuns

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *