-1
Ministros lançam sistema de previsão de enchentes na Amazônia
Helder Barbalho, novo governador do Pará

por Jeso Carneiro (*)

Empossado no cargo de nº 1 da Centro Regional de Governo do Baixo Amazonas, com sede em Santarém, Henderson Pinto (MDB), foi um dos atingidos pelo decreto do governador Helder Barbalho (MDB) que fechou novamente a porteira dos cargos comissionados (DAS) para quem tem só ensino médio ou ensino técnico.

O decreto, publicado do DOE (Diário Oficial do Estado) nesta segunda-feira, entrou em vigor a partir de hoje (14).

Candidato a deputado federal derrotado nas eleições do ano passado, Henderson Pinto não tem curso superior. Como o próprio Helder tuitou no dia 28 de dezembro último, ele é “graduando em gestão Pública”.

O cargo de “governador regional” equipara-se ao de secretário de estado — o patamar mais elevado de DAS — de acordo com parágrafo único da lei estadual (nº 8.906/2015) que criou os 6 centros regionais, sancionada pelo ex-governador Simão Jatene (PSDB).

Ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral), Henderson Pinto declarou categórico que sua instrução é “superior incompleto”, conforme consta no site da mais alta corte eleitoral do pais.

TSE - Henderson

Com um dos seus secretários ocupando ilegalmente cargo comissionado, uma questão se impõe ao novo governador paraense: vai ou não exonerar Henderson Pinto do cargo?


–* Jeso Carneiro é editor do blog.

Leia também:
Salário do novo “governador regional” salta para R$ 17,6 mil; Henderson responde por peculato na Perfuga

  • 2
    Shares

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

18 Comentários em: “Governador regional” é DAS sem curso superior. Helder vai exonerar Henderson?

  • Mano não apenas os tucanos nunca mais, mas sim os ratões.

  • O governo Hélder tem discernimento pra ver se realmente este senhor pode ou não pode assumir esse cargo de confiança. Porém, queremos que o governo olhe é pra educação, saúde e segurança em primeiro lugar. Coisas que o Jatene massacrou durante todos esses anos. Tucanos nunca mais!

  • Você falou tudooo!

  • Engraçado jeso, vc era uma mula na gestão do JATENE não falava nada, com todas as Safadezas, agora nem começou o mandato do Hélder vc já faz oposição, deixa o governador trabalhar , vai pescar vc.

    • Paixão, tira a trave dos olhos. O barbalhismo te deixou cego. E vesgo. Estou colaborando com o governo de Helder, apontando as falhas, para que ele possa corrigi-la imediatamente, agora no início do governo.

  • Parabéns pelas pautas escolhidas Jeso. Tem sido de grande utilidade as informações prestadas,Pois nos deixa sempre bem informados sobre a política do nosso tão grande estado. Moro no sudeste paraense e nem sempre podemos ter acesso a boas e confiáveis afirmações como estas. DEUS te abençoe e proteja.

    • Obrigado pela força, Roberto. Sua observação nos encoraja a continuar nessa linha de repeito e cultivo do bom jornalismo.

  • Podia ter matéria sobre a Secult que fez nomeações curiosas, desde chefia não formado na Área até antigo fornecedor de serviços durante a eleição da mandatária da pasta.

  • Ele tem que exonerar sim se o mesmo não tiver nível superior que é exigência do cargo. Se é lei uns então é para todos. Então governador?? Vai fazer o quê?

  • Ele tem que exonerar sim se o mesmo não tiver nível superior que é exigência do cargo. Se é lei uns então é para todos. Então governador?? Vai fazer o quê?

  • Gostaria de saber se na sespa vai continuar as mesmas chefias não vai há vê mudanças

    • “…não vai há vê mudanças.”
      Putz, com essa o Aurélio Buarque de Holanda vai ressuscitar… e não me venham com aquela velha desculpa de “analfa” de que “o que vale é entender”. Está assassinado o português, O certo é empregar o verbo haver (existir, ter, acontecer, ocorrer, suceder…).
      Não sou a palmatória do mundo, mas aponto o meu dedão indicador no erro e pronto! Gostem ou não.

  • Muito bom colocar governador regional porque é atualmente uma região totalmente esquecida das autoridades do estado e não deveria ser só em Santarém mais também em Marabá é centro todas aquelas cidades próximas.

    • Colega, o que o blogueiro noticiou não é a pertinência ou não do Centro Regional de Governo e sim a qualificação da pessoa indicada.

  • Nada que uma ação popular não resolva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *