Juiz ordena prisão de dois réus condenados da Perfuga que estão em liberdade, Rômulo Brito, juiz
Rômulo Nogueira de Brito, juiz da

Dois réus condenados pela Perfuga, em Santarém, oeste do Pará, tiveram ordem de prisão decretada plea Justiça. Eles estavam respondendo a ação penal movida pela força-tarefa da operação em liberdade.

A decisão foi proferida pelo juiz Rômulo Nogueira de Brito, da 2ª Vara Criminal, no último dia 22 e tornada pública nesta quarta-feira.

Os alvos da ordem de prisão são ex-servidores da Câmara de Vereadores de Santarém na gestão do ex-vereador Reginaldo Campos (2015-2016), que está preso. São eles:

— Samuel da Conceição Fernandes e

— Rubens Coelho Athias.

Os dois — e mais o empresário Westerley Oliveira — foram condenados na primeira sentença proferida contra réus da Perfuga na semana passada. Os crimes que teriam cometidos foram associação criminosa, fraude à licitação e peculato.

Leia as 59 páginas da sentença.

 

Por terem feito delação premiada, a sentença de Athias e Samuel foi reduzida para 6 anos e 11 meses de prisão em regime semiaberto, além de multa.

Se não tivessem feito delação, a pena deles seria de 7 anos e 2 meses de prisão, em regime inicial fechado. Westerley Oliveira, que está preso, foi condenado a 17 anos de prisão, em regime fechado. Ele é o único que pode recorrer da sentença.

ordem de prisão
Ordem de prisão de Samuel Fernandes

No acordo de delação homologado pela Justiça, Athias e Samuel renunciaram o direito de recorrer à sentença proferida em primeira instância.

QUEM É QUEM

Samuel da Conceição Fernandes: paraense, 39 anos. Exerceu o cargo de diretor da Câmara de Vereadores de Santarém na gestão de Reginaldo Campos (2015-2016).

Rubens Coelho Athias: paraense, 60 anos. Exerceu o cargo de chefe do Setor de Licitação da Câmara de Vereadores de Santarém na gestão de Reginaldo Campos (2015-2016).

Leia também sobre esse caso:
6 eloquentes números extraídos da primeira, e histórica, sentença da Perfuga

  • 282
    Shares

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *