Publicado em por em Educação, Política, Santarém

O “jabuti” foi plantado nos artigos 2º e 3º da lei

Nélio Aguiar veta
Nélio Aguiar, prefeito de Santarém: veto ao jubuti incluído na lei por sua equipe. Foto: PMS

O “jabuti” revelado pelo portal JC na semana passada (dia 15) incluído na lei que dispõe sobre o pagamento de abono do Fundeb aos profissionais da educação básica em Santarém (PA) foi vetado pelo prefeito reeleito Nélio Aguiar (DEM).

A matéria, de iniciativa do Executivo, foi aprovada sem emendas pela Câmara de Vereadores, inclusive com voto de vereadores da oposição.

A artimanha beneficiava com abono profissionais da educação básica fora da escola que estivessem lotados – só e somente só – na Semed (Secretaria Municipal de Educação), sob o comando de Maria José Maia.

O “jabuti” foi plantado no artigo 2º, inciso V, e reforçado no artigo 3º, inciso II, da lei.

Na nova versão, reenviada à Câmara de Vereadores, para outra votação em plenário, o jabuti não aparece mais. Até o fechamento desta matéria, não havia data marcada da sessão extraordinária na Casa, para segunda apreciação da matéria.

Página 1 da mensagem do veto enviada à Câmara por Nélio Aguiar


Publicado por:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.